Pesquisar
Close this search box.

Checklist de loja online: o que você não pode esquecer ao montar um e-commerce!

O Checklist de loja online perfeito precisa seguir alguns passos, sendo eles: entender seu público-alvo, definir o diferencial competitivo da sua loja online, escolher os fornecedores, utilizar a melhor plataforma de e-commerce e registrar um domínio e hospedagem.
checklist da loja online

Principais tópicos

Abrir um e-commerce exige atenção a muitos detalhes, por isso ter um checklist de loja online é essencial para esse começo caótico.

Afinal, você precisa planejar as vendas, escolher os fornecedores, selecionar uma plataforma de e-commerce, criar estratégias de divulgação e uma série de outros aspectos.

É claro que cada loja tem suas particularidades, mas existem vários pontos em comum que precisam ser resolvidos na hora de montar uma loja virtual.

Então, trouxemos neste artigo um passo a passo, com todos os detalhes que você precisa cuidar para ter sucesso no e-commerce. 

Acompanhe agora as nossas dicas para aplicar na sua loja online!

1. Entenda quem é o público-alvo e área de atuação

O primeiro passo para abrir uma loja online é identificar o seu nicho de mercado e público-alvo.

Talvez você já tenha uma ideia de negócio ou de produto que direcione essa definição, mas é sempre importante estudar o mercado para saber se está fazendo a escolha certa.

Uma boa pesquisa de mercado pode começar a trazer os dados que você precisa para tomar essa decisão.

Pesquisar com consumidores ajuda a identificar lacunas de mercado, além da demanda e concorrência em determinados nichos.

Utilize os dados para entender como funciona o mercado e as oportunidades que você pode aproveitar.

A escolha da sua área de atuação deve considerar o seu interesse e identificação com o nicho, mas principalmente o potencial de vendas e as projeções para o futuro.

Para isso, é importante saber o tamanho do mercado que você poderia atender e se informar sobre as tendências de consumo.

A partir dessas informações, você pode definir o público-alvo do seu negócio, ou seja, o segmento de consumidores com características em comum, cujas necessidades os seus produtos podem atender.

Investigue o perfil e comportamento desses consumidores — isso vai ser fundamental para saber se comunicar com eles.

2. Defina o diferencial competitivo da sua loja online

O comércio eletrônico tem um cenário muito competitivo.

Estima-se que existam quase 2 milhões de lojas virtuais no e-commerce brasileiro — isso sem contar os marketplaces e lojistas internacionais, que também competem nas vendas.

Por isso, é importante não ser apenas mais um número nessa conta.

A sua loja virtual deve se destacar no mercado e conquistar um espaço diferenciado na mente dos consumidores.

Deve ser aquela que o seu público-alvo logo lembra quando pensa no produto que você vende.

Por isso, é importante pensar no seu diferencial competitivo.

Esse conceito se refere a uma vantagem que torne o seu negócio único para os consumidores, que eles valorizem e que permita alcançar um desempenho superior aos concorrentes.

Em uma loja virtual, você pode pensar em produtos exclusivos da sua loja, em prazos de frete reduzidos, na excelência da experiência do cliente ou uma comunicação com cliente diferenciada.

Para isso, é importante estudar bem o que os concorrentes estão fazendo para saber como se destacar deles, com um diferencial que seja relevante para o seu público. 

3. Escolha bem os fornecedores

Os fornecedores são fundamentais para o sucesso da sua loja. Você depende deles para manter o estoque em dia, oferecer produtos de qualidade aos clientes e manter a sua reputação positiva.

Por isso, é preciso atenção a estes pontos principais na escolha dos fornecedores da loja:

  • Preço dos produtos e do frete
  • Possibilidade de negociação
  • Cumprimento de prazos
  • Qualidade dos produtos
  • Capacidade de atendimento à demanda
  • Disponibilidade de suporte
  • Reputação e confiabilidade

Não caia na tentação de escolher parceiros para a sua loja apenas pelo preço.

Faça as contas para escolher produtos e fornecedores que gerem uma boa rentabilidade para o seu negócio, mas não foque apenas nisso.

Eles devem também cumprir prazos, ter produtos de qualidade, capacidade de suprir a sua demanda e disponibilidade de atender em situações imprevistas.

Você deve ter parceiros de confiança. Então, investigue sobre a empresa, saiba as opiniões de clientes e faça testes com os produtos e serviços.

Na hora de fechar negócio com eles, estabeleça um contrato com os compromissos de cada parte e os acordos da parceria, a fim de garantir uma boa prestação de serviços.

O cuidado deve ser ainda maior no caso de fornecedores de fora do Brasil, que trabalham com outras moedas e outras línguas.

Se você deseja importar produtos da China ou dos Estados Unidos, por exemplo, busque mais informações pela internet para se certificar da sua reputação e confiabilidade.

4. Escolha da plataforma de e-commerce

A plataforma de e-commerce é um dos pilares do sucesso da sua loja virtual, talvez o mais importante.

A plataforma oferece dois ambientes principais: a interface do usuário, para que a pessoa navegue, interaja e compre os produtos; e a interface do lojista, que serve para administrar a loja, os pedidos, estoque, promoções, pagamentos etc.

Portanto, a plataforma de e-commerce determina tanto a experiência do usuário quanto a experiência de gestão do seu negócio.

Para escolher bem o fornecedor da sua plataforma de vendas, é importante se atentar aos recursos da ferramenta e à reputação da empresa, bem como o custo-benefício dos planos.

Vamos ver agora quais são os principais aspectos para você cuidar:

  • Facilidade de uso;
  • Disponibilidade de temas e templates;
  • Opções de personalização do layout;
  • Otimização para SEO e mobile;
  • Integrações com ferramentas de marketing, analytics, pagamento, logística, ERP etc.;
  • Integrações com marketplaces e redes sociais;
  • Opção de dropshipping;
  • Escalabilidade;
  • Opções de planos (por limite de produtos e visitas mensais);
  • Suporte técnico.

Com a Tray, você pode aproveitar todos esses recursos e muito mais, contar disso, pode contar com uma empresa que há mais de 20 anos ajuda empresários como você a vender com segurança na internet.

Entenda um pouco mais sobre a plataforma, clicando no vídeo abaixo:

Quer começar a sua loja online sem complicação? Monte seu e-commerce aqui!

5. Registre domínio e hospedagem

Outra etapa importante de um checklist de loja online é o registro do domínio e a contratação da hospedagem.

O domínio é o endereço da sua loja na internet.

É a URL que identifica o seu negócio na web, que os usuários digitam no navegador, que os robôs de busca reconhecem e analisam.

Por isso, precisa ser simples e fácil de lembrar — de preferência, o nome da sua marca.

Você ainda pode escolher uma categoria para o domínio: .com, .com.br ou outras opções mais específicas, como app.br (para aplicativos) ou org.br (para organizações sociais).

O .br, que é o código do país, pode ou não ser incluído — retirá-lo ou utilizar o código de outro país podem ser opções para a internacionalização da marca.

O registro do domínio deve ser feito em um site que disponibilize esse serviço, como o Registro.br.

Lá você pode conferir se o domínio que você deseja está disponível e já fazer o pagamento anual para garanti-lo.

Já a hospedagem se refere ao local em que os dados do seu site ficam armazenados.

A qualidade desse serviço determina a disponibilidade do seu site, para evitar que ele fique fora do ar por muito tempo ao longo do mês.

Além disso, é determinante para a velocidade e a segurança do site, que influenciam a experiência do usuário e o posicionamento das páginas no Google, já que o buscador considera esses fatores no rankeamento.

Por isso, a escolha do fornecedor de hospedagem também é crucial na hora de montar uma loja virtual.

Atente-se para a reputação da empresa e os recursos oferecidos, como o limite de armazenamento, capacidade de transferência, escalabilidade, criação de e-mail, criador de sites, entre outros.

Muitos fornecedores de hospedagem costumam oferecer o serviço de registro de domínio na hora da contratação. Verifique essa possibilidade e avalie qual a melhor forma de contratação.

6. Crie um layout limpo e intuitivo

O design do site é capaz de criar uma experiência diferenciada para os usuários.

Um layout de loja virtual bem pensado facilita a navegação, a busca dos produtos e faz com que o usuário encontre rapidamente o que deseja, sem obstáculos.

Para a criação do layout, existem alguns pontos importantes para conferir no seu checklist de loja online:

  • Criação de layout limpo e intuitivo para o usuário;
  • Compatibilidade com dispositivos móveis, preferencialmente com design responsivo;
  • Personalização de temas para alinhar à identidade visual da marca;
  • Personalização do favicon (inclusão da sua marca na aba do navegador);
  • Busca interna localizada no topo do site, no centro ou à direita, nunca à esquerda;
  • Textos legíveis em toda a loja, principalmente na versão mobile;
  • Valorização das imagens, com qualidade e opções de visualização com zoom.

Como dissemos anteriormente, na hora de contratar a plataforma de e-commerce, confira se o fornecedor dispõe de uma loja de temas com boas opções para o seu negócio.

Lembre-se de que eles devem ser customizáveis e compatíveis com diferentes tamanhos de telas.

Em muitas plataformas de e-commerce, você pode utilizar opções gratuitas.

No entanto, é importante também que a sua loja tenha um layout único, diferenciado de outras milhares de lojas que usam um mesmo tema.

Então, vale a pena avaliar as opções pagas e investir em um tema que seja diferenciado e que ofereça mais recursos.

Ainda em relação ao layout, é importante testar sempre que fizer modificações. Tanto na versão desktop, quanto no mobile, navegue por toda a loja e verifique se não há quebras no layout.

Um erro desses pode fazer um cliente desistir de uma compra… 

7. Configure a página de produto e cadastre os itens

Os usuários estão no seu e-commerce pelos seus produtos.

Muitas vezes, os consumidores chegam diretamente nelas, sem passar pela home, ao clicar em um link de publicidade ou de buscador. Por isso, as páginas de produto são fundamentais e merecem sua atenção.

Veja alguns pontos sobre as páginas de produtos que devem estar no seu checklist de loja online:

  • Categorização correta dos produtos, para que eles sejam facilmente encontrados;
  • Cálculo de frete na página do produto, sem que o cliente precise fazer login para isso;
  • Botão de compra destacado e posicionado na página o mais acima possível;
  • Opções de parcelamento na página do produto (verifique se as parcelas estão sendo calculadas corretamente);
  • Opções de produtos similares, “veja mais”, “quem comprou este produto também comprou…” etc.;
  • Avaliações e opiniões de outros consumidores;
  • Perguntas e respostas.

Na hora de cadastrar os produtos, é importante também incluir o máximo de informações. Elas ajudam na decisão de compra dos consumidores e podem determinar uma escolha.

Na descrição do produto, tente fugir do texto padrão que os fornecedores enviam, pois várias lojas podem utilizá-lo.

Se você criar textos específicos para os seus produtos, já pode se diferenciar em relação aos concorrentes. Inclua também todos os detalhes das especificações técnicas.

Além disso, inclua imagens de qualidade dos produtos, com os itens em uso, em diferentes ângulos.

Lembre-se de que a compra é à distância, sem a possibilidade de tocar ou experimentar o produto. Então, quanto mais você conseguir tangibilizar os produtos, melhor para o cliente.

8. Configure os meios de pagamento

O pagamento também é determinante para a experiência do cliente.

Na hora de finalizar a compra, o comprador quer formas de pagamento que atendam às suas preferências.

Por isso, é importante oferecer o máximo de possibilidades possíveis. Quanto mais opções você oferecer, mais clientes consegue atender.

Então, ofereça as opções de pagar à vista ou a prazo; no PIX, no débito, no crédito ou no boleto; em diferentes bandeiras de cartão; com diferentes intermediadores de pagamento.

As lojas virtuais costumam trabalhar com gateways de pagamento que oferecem essas diversas opções.

Vindi, PayPal, PagSeguro e Mercado Pago estão entre os mais conhecidos e utilizados.

Ao optar por um deles, você utiliza intermediadores que são confiáveis e reconhecidos no mercado, além de utilizarem recursos de segurança para você e o usuário. 

Ao escolher a plataforma de e-commerce, verifique com quais gateways você pode integrar a sua loja e quais condições de pagamento eles oferecem.

Na Tray, você pode utilizar a integração com os meios de pagamento mais populares

É importante também conhecer a sua persona para saber quais são as suas preferências de pagamento.

Se a maior parte do seu público preferir pagar no PIX, por exemplo, esse deve ser o seu foco (sem deixar de lado as outras opções).

9. Defina as configurações de envio e logística

No seu checklist de loja online, não esqueça das definições de entrega dos produtos.

Ter processos bem alinhados de logística para e-commerce é determinante para o sucesso da sua loja virtual, já que a entrega dos produtos é crucial para a experiência de compra.

Nessa etapa da venda, você deve dedicar todos os esforços para cumprir os prazos de entrega, sem causar avarias aos produtos no deslocamento e sem errar ou trocar os itens.

Afinal, o consumidor comprou à distância e está esperando ansiosamente para receber o produto — se tiver qualquer problema nesse processo, será bem frustrante.

  • Ofereça o cálculo automático dos custos de envio;
  • Integre os estoques de diferentes canais de vendas para evitar ruptura;
  • Integre a sua loja com serviços de entrega confiáveis;
  • Ofereça diferentes opções de preço, prazo e transportadora;
  • Defina as políticas de frete (gratuidade, frete fixo, com desconto, por região etc.);
  • Crie opções de retirada do produto (loja física, pontos de retirada, parceiros etc.).

Além disso, na página de finalização da compra, confira se está tudo funcionando em relação às definições da entrega. Faça testes para verificar se:

  • A lista final de produtos está totalizando o valor correto da compra e do frete?
  • O cálculo do frete está informando valor e prazo de entrega?
  • Há opção para alterar a quantidade de itens do produto?
  • Há opção para excluir o produto do carrinho?
  • Há opção para incluir cupom de desconto ou vale-compra?
  • Há um botão para escolher mais produtos / continuar comprando?

10. Implemente medidas de segurança

Segurança e privacidade de dados é um tópico de extrema importância para um checklist de loja online, principalmente depois da LGPD, que passou a exigir das empresas medidas de proteção.

Lembre-se de que o e-commerce envolve transações financeiras, com dados sensíveis de pagamento que não podem ser expostos.

Para não ter problemas com isso, é preciso adotar algumas medidas de segurança:

  • Instalação do certificado SSL para criptografar as transações;
  • Adoção do protocolo HTTPS;
  • Integre a sua loja com gateways de pagamento confiáveis;
  • Utilize senhas fortes e exija que os clientes também o façam;
  • Criar política de privacidade dos dados e publicar em local visível no site;
  • Utilizar selos de segurança, como Site Blindado e ClearSale.

Aqui estamos falando de uma preocupação que você deve ter para proteger os usuários de roubos e fraudes, mas é também uma forma de proteger a sua empresa de cibercriminosos e de problemas com a Justiça.

Além disso, as medidas de segurança ajudam a transmitir confiança aos clientes e influenciar sua decisão de compra.

Para isso, você deve ter transparência nas informações e apresentar de forma clara as medidas que você adota para proteger os dados das transações.

Mais uma vez, lembre que a compra é à distância, e os usuários precisam confiar na sua loja.

11. Crie estratégias de marketing e SEO

O marketing digital não pode ficar de fora.

Afinal, não adianta criar uma loja virtual e ficar aguardando os clientes chegarem. Você precisa fazer as pessoas chegarem até a sua loja, despertar o seu interesse e mostrar os seus diferenciais.

Para isso, a internet oferece uma infinidade de opções, que vão desde ações que você pode fazer dentro da própria loja, até o uso de diversos canais de comunicação da web.

Uma das principais estratégias que você deve utilizar é o SEO, que é a otimização do site para os mecanismos de busca.

As otimizações podem ser feitas dentro das páginas (SEO on page), como o uso de palavras-chave em títulos, imagens e descrição de produtos; a criação de conteúdo em um blog; a aceleração do carregamento e a melhoria da responsividade.

Mas também podem ser feitas fora do site (SEO off site), com estratégias de link building e fortalecimento da marca.

Você pode buscar parcerias para criar conteúdos em conjunto ou como convidado, a fim de receber backlinks de outros sites confiáveis da web.

As redes sociais também são canais importantes para o e-commerce.

Lá você pode nutrir o relacionamento com os consumidores, estimular o desejo de compra e direcionar seguidores para a loja.

No Instagram e no Facebook, é possível também criar a sua própria loja na plataforma.

No e-commerce, o e-mail marketing também é poderoso.

Os envios conseguem alcançar altas taxas de conversão.

Mas, para isso, você precisa ter uma estratégia de segmentação de envios, para chegar até as pessoas conforme os seus interesses e histórico de compra.

Além disso, é importante verificar alguns pontos na sua loja virtual:

  • Ofereça um cadastro de newsletter para construir sua lista de e-mail marketing;
  • Inclua botões de compartilhamento nas redes sociais;
  • Confira se a busca interna está funcionando corretamente;
  • Crie uma seção de perguntas frequentes;
  • Implemente um sistema de atendimento ao cliente (chat online, e-mail, telefone, WhatsApp etc.).

12. Faça testes e otimizações

Por fim, não lance a sua loja virtual sem fazer muitos testes antes.

Qualquer pequena alteração pode causar erros.

E qualquer erro pode levar um cliente a desistir de uma compra — pior ainda, ir para o concorrente.

Então, faça testes de usabilidade e funcionalidade para verificar se está tudo correto e se seu site está oferecendo uma experiência positiva.

Além disso, depois de publicar o site, faça otimizações constantes. A análise do feedback dos clientes pode ajudar você a identificar pontos de melhoria.

Além disso, uma estratégia de CRO (conversion rate optimization ou otimização da taxa de conversão) está sempre em busca de oportunidades de otimização do e-commerce para aumentar as vendas, sem que você precise fazer novos investimentos.

Entre essas oportunidades, está a otimização do carregamento das páginas, que sempre podem melhorar sua velocidade com pequenos ajustes.

Você também pode fazer testes A/B para avaliar possibilidades de melhoria, atualizar e otimizar os conteúdos periodicamente, implementar novas funcionalidades, entre outras ações.

Agora, você já sabe os principais pontos de um checklist de loja online.

Está aí a oportunidade de criar a sua loja virtual sem esquecer de aspectos importantes, que melhoram a experiência de compra e determinam o sucesso do um e-commerce.

Adquira sua Loja Online em Minutos!

Vamos ajudar você a abrir sua loja virtual na Tray agora mesmo.

Preencha as informações abaixo e te ligamos em até 1 minuto.

Em 1 minuto mesmo! Preencha aqui que nós ligamos para você

A Tray tem tudo que você precisa para escalar seu negócio!

Abra sua loja na Tray

Você já é um cliente Tray?

Não perca os nossos mais recentes lançamentos e mantenha-se atualizado!

Confira os Planos Tray e abra sua loja virtual

Mensal
Anual

Plano 1

52
Economize R$84
R$ 624 por ano
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 2

94
Economize R$60
R$ 1.128 por ano
em até 6x sem juros

Plano 3

236
Economize R$156
R$ 2.832 por ano
em até 6x sem juros

Plano 4

359
Economize R$480
R$ 4.308 por ano
em até 6x sem juros

Assine e receba novos materiais

⚠ Não se preocupe, você não receberá spams. Além disso, seus dados estão seguros, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

Fique por dentro

Parabéns por se inscrever

Quer receber conteúdos e materiais em primeira mão? Acesse nosso grupo gratuitamente!