Pesquisar
Close this search box.

SEO para e-commerce: Aprenda como destacar sua loja no maior buscador do mundo

SEO para e-commerce consiste na aplicação de técnicas de SEO e boas práticas para colocar lojas virtuais em destaque nos buscadores. A técnica precisa ter um conjunto de melhorias e estratégias façam o posicionamento orgânico de uma loja se destacar dos concorrentes e possa ter mais visibilidade, cliques e consequentemente vendas.
seo para e-commerce

Principais tópicos

Já parou para pensar no poder incrível do marketing digital e de como ele pode transformar negócios Talvez você já tenha falar sobre o SEO para e-commerce ou visto o termo flutuando pela internet.

Se você ainda não sabe muito bem do que se trata, ou já conhece e precisa aprimorar seu conhecimento sobre o assunto, você está no lugar certo.

Em tempos modernos, não basta apenas ter produtos incríveis.

Como você os apresenta ao mundo, especialmente no vasto oceano da internet, faz toda a diferença.

Afinal, quanto tempo você leva para clicar em um resultado do Google?

Ou para decidir se uma página é confiável?

Aposto que em questão de segundos, correto?

Por isso, ter uma página bem posiciona nos buscadores faz toda diferença, especialmente o Google, tão famoso por este quesito.

Por isso, vamos te ensinar como o SEO para e-commerce deve ser feito para que sua loja receba mais visitas e consequentemente mais vendas.

O SEO para e-commerce pode parecer complexo, mas na verdade é mais simples do que você imagina, vamos lá?

Boa leitura!

O que é SEO para e-commerce?

Primeiro, o básico. Entender o conceito por trás dessas três letrinhas — SEO — é fundamental para quem deseja se destacar no ambiente do comércio eletrônico.

O termo, que em inglês se traduz como Search Engine Optimization, ou em bom português, Otimização para Mecanismos de Busca, é uma prática que busca tornar seu site mais atrativo e relevante para os motores de busca.

Especialmente para o Google, que é o principal mecanismo utilizado mundialmente.

Mas vamos simplificar um pouco. Imagine que você tenha uma loja física.

Você, com certeza, vai querer que ela esteja em um local movimentado, onde muitas pessoas passam, certo?

E não apenas isso, mas que sua vitrine esteja atrativa o suficiente para que as pessoas entrem e vejam seus produtos.

O SEO é basicamente isso, mas no mundo online.

Agora, quando entramos no território do e-commerce, as coisas ficam um pouquinho mais específicas.

E isso acontece porque o mundo digital é imenso e, de fato, mega competitivo.

Pense em quantas lojas online existem por aí vendendo produtos similares aos seus.

Cada uma delas está tentando atrair os clientes e conquistar uma fatia desse mercado em crescimento.

Portanto, usar o SEO para e-commerce é como ajustar sua vitrine digital de maneira que ela se destaque das demais, atraindo mais olhares e, consequentemente, mais clientes.

No e-commerce, temos particularidades que não encontramos em sites comuns.

Há, por exemplo, a necessidade de otimizar descrições de produtos, imagens, avaliações de usuários, processos de checkout, entre outras especificidades.

E cada detalhe, faz muita diferença no resultado final. Seu cliente pode estar a um clique de escolher sua loja ou a do concorrente.

E como você estrutura e apresenta seu conteúdo pode ser o diferencial nessa decisão.

Além disso, temos a questão da intenção de busca.

Quem busca por “tênis azul”, por exemplo, provavelmente está em uma fase diferente da jornada de compra de alguém que busca por “comprar tênis azul Nike tamanho 40”.

Exemplo de busca Informativa:

exemplo de busca no Google - Seo para e-commerce

Exemplo de busca Transacional:

Consegue perceber a grande diferença? Estar atento a todos esses detalhes é o que faz seu resultado ser bem melhor.

Portanto, compreender essas nuances e otimizar sua loja para atender a essas buscas específicas é fundamental.

E é aqui que o SEO para e-commerce mostra sua força, pois ele não apenas ajuda a atrair visitantes, mas atrai o visitante certo, aquele que está mais propenso a comprar.

Em resumo, SEO para e-commerce é a arte de ajustar, otimizar e aprimorar sua loja online para que ela não apenas seja encontrada, mas que também encante, convença e converta seus visitantes em clientes.

E nessa dança constante de ajustes e melhorias, seu e-commerce pode se tornar não só o mais visível, mas também o mais lucrativo.

Entenda a importância do SEO para e-commerce

Pense um momento: em nossas vidas corridas e conectadas, quando queremos uma resposta rápida, para onde corremos?

Isso mesmo, para os motores de busca, e na maioria das vezes, direto para o Google.

E quando fazemos essa busca, geralmente, estamos à procura da melhor resposta, e a queremos o mais rápido possível.

Agora, faça uma reflexão rápida: quando foi a última vez que você foi além da primeira página de resultados do Google?

Se você é como a maioria das pessoas, talvez nem se lembre.

E é exatamente aqui que a mágica das boas práticas de SEO para e-commerce entra em cena.

A realidade é que a grande maioria dos usuários raramente se aventura além da primeira página de resultados.

E tem mais, a maioria dos cliques vai para os primeiros resultados exibidos.

Mas, o que isso significa? Que se o seu e-commerce não estiver entre esses primeiros, você está perdendo uma tonelada de tráfego potencial e, claro, possíveis vendas.

Agora, vamos aprofundar um pouco mais. Ter um bom SEO para e-commerce não é apenas sobre estar nos primeiros lugares.

É, sem dúvida, sobre visibilidade, mas vai muito além disso. É sobre construir uma presença online sólida e confiável.

Quando você se posiciona bem nos motores de busca, não está apenas atraindo visitantes, está também transmitindo uma mensagem de autoridade.

É como se sua loja virtual levantasse a mão em meio a uma multidão e dissesse: “Ei, posso ajudar! Conheço bem esse assunto e tenho o que você procura!”

Além disso, um bom SEO para e-commerce tem o poder de transformar a percepção dos consumidores sobre sua marca.

Quando os usuários veem sua loja online consistentemente entre os primeiros resultados, isso cria uma imagem positiva, uma sensação de confiança e legitimidade.

Isso é incrivelmente valioso em um mundo digital onde a concorrência é feroz e a confiança é essencial para converter visitantes em clientes.

Também vale ressaltar que um bom posicionamento nos motores de busca pode reduzir seus gastos com publicidade paga.

Afinal, o tráfego que chega ao seu site por meio de buscas orgânicas (aquelas não pagas) é gratuito.

Portanto, quanto melhor você otimizar sua loja online, mais tráfego orgânico você atrairá, diminuindo a necessidade de investir pesadamente em anúncios pagos.

Em resumo, entender e aplicar SEO no seu e-commerce não é apenas uma estratégia para ganhar visibilidade.

É uma maneira robusta e eficaz de construir autoridade, ganhar a confiança dos consumidores e, claro, aumentar suas vendas.

Como funciona uma estratégia de SEO para e-commerce?

Imagine que o SEO é uma grande cozinha, e você está se preparando para fazer o bolo mais delicioso que alguém já provou.

Há ingredientes básicos, uma sequência a ser seguida e, claro, aqueles segredinhos que fazem toda a diferença no resultado final.

A estratégia de SEO para e-commerce opera sob a mesma lógica: há etapas e práticas fundamentais, mas também existe a oportunidade de adicionar sua própria pitada de originalidade para se destacar no universo online.

Vamos detalhar um pouco mais cada “ingrediente” desse bolo:

1. Pesquisa de palavras-chave: O coração do SEO

Se o SEO fosse um organismo vivo, a pesquisa de palavras-chave seria, sem dúvida, seu coração.

Ela é a força motriz que alimenta a maioria das estratégias de otimização, e aqui está o porquê:

A jornada começa com uma busca

Imagine um cliente em potencial. Ele tem um problema ou uma necessidade específica.

E, como a maioria de nós, ele recorre a um mecanismo de busca para encontrar uma solução.

Ele digita uma frase ou termo, esperando encontrar uma resposta relevante.

Esta frase ou termo é o que chamamos de “palavra-chave”.

Entendendo a mente do consumidor

Ao mergulhar profundamente na pesquisa de palavras-chave, você começa a entender a mente do seu público.

Quais são suas principais preocupações?

O que as pessoas realmente querem?

Quais termos elas usam para descrever suas necessidades?

Este insight é inestimável, pois permite que você crie conteúdo e ofertas atrativas que ressoam diretamente com seu público-alvo.

Diferentes palavras-chave para diferentes necessidades

A pesquisa de palavras-chave não se limita a identificar termos populares.

Ela também envolve entender a intenção por trás desses termos.

Por exemplo, alguém que busca “melhores tênis de corrida” provavelmente está no estágio de pesquisa, enquanto alguém que busca “comprar tênis de corrida Nike tamanho 42” tem uma intenção de compra mais clara.

Utilizando ferramentas de pesquisa

Existem várias ferramentas, como o Google Keyword Planner, SEMrush, entre outras, que podem ajudar a identificar palavras-chave relevantes e sua popularidade.

Essas ferramentas também oferecem insights sobre a concorrência em torno de cada termo, ajudando a determinar quais palavras-chave têm mais chances de trazer resultados com SEO.

Ajustando e refinando

A pesquisa de palavras-chave não é uma tarefa única.

À medida que tendências mudam, novos produtos são lançados e o comportamento do consumidor evolui.

Portanto, suas palavras-chave também precisarão ser ajustadas.

Mantenha-se atualizado, monitore o desempenho de suas palavras-chave e esteja pronto para fazer mudanças quando necessário.

A pesquisa de palavras-chave é muito mais do que apenas identificar termos populares.

É sobre entender seu público, suas necessidades e como seu e-commerce pode atendê-los da melhor maneira possível.

E ao posicionar seu site de maneira estratégica para essas palavras-chave, você estará garantindo uma visibilidade máxima para aqueles que mais importam: seus potenciais clientes.

2. Otimização On-Page: A arte de aperfeiçoar cada elemento da página

Quando se trata de SEO, muitos podem pensar imediatamente em backlinks ou estratégias off page.

No entanto, a otimização de SEO on page é a base sobre a qual todas as outras estratégias são construídas.

Sem uma página bem otimizada, até mesmo os melhores backlinks terão dificuldade em elevar o ranking de um site. Vamos explorar em detalhes os componentes-chave da otimização on page:

Títulos: A primeira impressão conta muito

Seu título é frequentemente a primeira coisa que os visitantes e os mecanismos de busca veem.

Ele precisa ser cativante, fornecer um breve resumo do conteúdo da página e, é claro, incluir a palavra-chave alvo.

Um título bem formulado aumenta a taxa de cliques e a retenção do usuário.

Meta descrições: O convite ao clique

A meta descrição — ou meta description, em inglês — é como um aperitivo: ela dá uma prévia do que está por vir, sem revelar tudo.

Embora as meta descrições não influenciem diretamente os rankings, elas têm um impacto significativo na taxa de cliques.

Uma meta descrição convincente pode ser a diferença entre um usuário clicar em seu site ou no de um concorrente.

URLs: O endereço digital da sua página

Uma URL bem estruturada é essencial por várias razões.

Primeiramente, URLs limpas e diretas são mais fáceis para os clientes lembrarem e digitarem.

Em segundo lugar, quando contêm palavras-chave, podem reforçar o tópico da página para os mecanismos de busca. Evite URLs longas e complicadas; mantenha-as simples e diretas.

Conteúdo: O rei do SEO

Já ouviu a expressão “conteúdo é rei”?

No mundo do SEO, essa afirmação nunca foi tão verdadeira.

Ter palavras-chave em seus materiais é importante, mas o que realmente importa é a qualidade e o impacto do conteúdo.

Internautas e mecanismos de busca estão em busca de conteúdo que solucione problemas, responda a perguntas e forneça valor.

Além disso, materiais de alta qualidade são mais propensos a serem compartilhados e a obter backlinks, fatores que também influenciam os rankings.

Além destes Elementos…

A otimização on-page também inclui aspectos como otimização de imagens, uso adequado de cabeçalhos (H1, H2, H3, etc.), velocidade da página e muito mais.

O objetivo é criar uma experiência fluida e valiosa para o usuário, enquanto se comunica claramente com os mecanismos de busca sobre o tema e relevância da página.

Com isso, a otimização on-page é uma combinação meticulosa de ciência e arte.

É sobre entender os algoritmos dos mecanismos de busca e, ao mesmo tempo, criar uma experiência memorável para o consumidor.

Com cada elemento da página trabalhando em harmonia, seu e-commerce estará bem posicionado para conquistar tanto mecanismos de busca quanto visitantes.

3. Link Building: A estratégia de fortalecer a web de confiança

O Link Building, ou construção de links, é uma das estratégias mais antigas e eficazes do SEO.

Em uma analogia, imagine a web como uma vasta teia interconectada, onde cada link é uma recomendação, um voto de confiança.

No entanto, nem todos os votos são criados iguais. Vamos desvendar os intricados detalhes por trás dessa arte:

A filosofia dos links: Mais do que simples conexões

No início da web, links eram apenas uma maneira de navegar de uma página para outra.

Mas, à medida que os mecanismos de busca evoluíram, eles começaram a ver esses links como indicações da importância e relevância de uma página.

Portanto, os links tornaram-se um componente vital na determinação da autoridade de um site.

Qualidade sobre quantidade: A matemática do Link Building

Embora seja tentador correr atrás de uma abundância de links, o verdadeiro valor reside na qualidade desses links.

Um link de um site renomado, como um jornal estabelecido ou uma universidade respeitada, vale muito mais do que dezenas de links de blogs pouco conhecidos ou sites de baixa qualidade.

Pense nisso como uma recomendação: um elogio de uma autoridade em um campo tem muito mais peso do que vários elogios de fontes não verificadas.

Os perigos dos Links de baixa qualidade

Tão importante quanto obter links de alta qualidade é evitar os chamados “links tóxicos”.

Estes são links de sites que os mecanismos de busca identificaram como de baixa qualidade ou spam.

Ter muitos desses links apontando para o seu site pode prejudicar seu ranking ou até mesmo resultar em penalizações.

Táticas modernas de Link Building

Há várias estratégias para adquirir links de alta qualidade. Algumas delas incluem:

  • Marketing de Conteúdo: Criar conteúdo incrível que as pessoas naturalmente desejam compartilhar e linkar.
  • Relações públicas digitais: Ter um bom relacionamento com influenciadores e jornalistas para obter cobertura midiática.
  • Guest posting: Escrever posts como convidado em blogs respeitados e incluir links de volta para o seu site.
  • Outreach: Alcançar sites e blogs relevantes para apresentar seu conteúdo e solicitar um link.

Em última análise, a construção de links é uma combinação de networking, marketing e relações-públicas.

É uma tarefa contínua e estratégica que, quando feita corretamente, pode elevar significativamente a visibilidade e a autoridade de um e-commerce no mundo digital como um todo.

4. Conteúdo de qualidade: A espinha dorsal do sucesso digital

O meio digital está saturado de informações.

A cada segundo, novos artigos, vídeos, podcasts e infográficos são lançados na imensidão da web.

Neste oceano vasto de conteúdo, apenas as peças verdadeiramente valiosas conseguem capturar a atenção e o engajamento dos usuários.

Vamos mergulhar na essência do que torna o conteúdo não apenas bom, mas excepcional.

A essência do conteúdo de qualidade

Quando falamos de “qualidade”, estamos nos referindo a várias características intrínsecas:

  • Relevância: O conteúdo deve atender a uma necessidade ou interesse específico do público. Se os visitantes do seu site estão buscando informações sobre um determinado produto, seu conteúdo deve abordar esse tópico de maneira abrangente.
  • Originalidade: Em um mundo cheio de cópias, ser original é uma moeda valiosa. Seu conteúdo deve trazer uma perspectiva única, mesmo que o tema seja amplamente discutido.
  • Profundidade: O superficial raramente captura corações e mentes. Investir em conteúdos aprofundados, que abordam temas de maneira completa, pode estabelecer seu e-commerce como uma autoridade no assunto.

Além das palavras-chave: O coração do conteúdo

Enquanto a otimização para mecanismos de busca é vital, não se pode sacrificar a qualidade em nome do SEO.

As palavras-chave são a estrutura, mas o verdadeiro corpo do conteúdo é composto por informações úteis, linguagem acessível e uma narrativa envolvente.

Engajando e retendo seu público

Um bom conteúdo não apenas atrai visitantes, mas os mantém voltando. Isso é conseguido por meio de:

  • Atualizações constantes: O mundo muda rapidamente. Atualizar seu conteúdo regularmente garante que ele permaneça relevante e útil.
  • Formatos variados: Nem todos preferem ler. Alguns são visuais, enquanto outros preferem ouvir. Oferecer seu conteúdo em diferentes formatos, como vídeos, podcasts e infográficos, pode atrair uma audiência mais ampla.
  • Interação: Encoraje o feedback de clientes. Incentive também os comentários e discussões. Transforme seu e-commerce em uma comunidade, não apenas em um ponto de venda.

Um conteúdo de qualidade é aquele que, além de otimizado para os mecanismos de busca, ressoa com o público, estabelece confiança e constrói uma relação duradoura.

Em um e-commerce, isso se traduz em clientes leais, defensores da marca e, consequentemente, em vendas consistentes.

Assim, uma estratégia de SEO para e-commerce é como construir um bolo, camada por camada, garantindo que cada etapa seja feita com precisão e atenção aos detalhes.

E assim como na culinária, a prática leva à perfeição.

Quanto mais você se aprofundar e ajustar sua estratégia, melhores serão os resultados que você colherá em termos de tráfego, visibilidade e, claro, vendas.

Aprenda como fazer SEO para E-commerce do zero

Entrar no universo do SEO pode parecer adentrar uma floresta densa e cheia de mistérios.

Mas, assim como qualquer jornada, ela começa com um único passo e, com o mapa certo em mãos, você pode navegar por esse território com confiança.

Então, respire fundo, amarre bem seus sapatos de exploração digital e vamos trilhar esse caminho agora.

Aqui estão os passos essenciais para montar uma estratégia de SEO robusta para o seu e-commerce:

1. Entenda seu público

Imagine tentar vender um produto sem saber a quem ele se destina.

Complicado, certo? O primeiro e mais importante passo é compreender quem é o seu público-alvo.

Quais são seus hábitos de compra? O que eles valorizam em um produto? Quais são suas principais preocupações e dúvidas?

Ao ter uma imagem clara de quem você deseja alcançar, fica mais fácil moldar sua estratégia para atender às suas necessidades e expectativas.

2. Estude seus concorrentes

Em um mercado tão amplo, estar um passo à frente da concorrência pode ser o diferencial que seu e-commerce precisa.

Mas como se destacar? Bem, comece fazendo uma análise de concorrentes

Examine seus sites, observe suas palavras-chave, avalie a qualidade de seu conteúdo e identifique pontos onde eles brilham e, mais importante, onde falham.

Ao fazer isso, você pode encontrar lacunas que seu e-commerce pode preencher e se posicionar de forma única no mercado.

3. Otimize seu Site

Pense no seu site como a vitrine da sua loja virtual.

Assim como em uma loja física, você deseja que essa vitrine seja convidativa, clara e fácil de navegar. Então, saiba como otimizá-la.

Isso significa que é preciso, ter um design responsivo (que se ajusta a diferentes tamanhos de tela), ter um tempo de carregamento rápido e uma estrutura lógica bem definida.

Um site bem otimizado não só agrada aos motores de busca, mas também oferece uma experiência de usuário superior, incentivando-os a permanecer mais tempo e, eventualmente, a realizar uma compra.

4. Produza conteúdo relevante

Já se foi o tempo em que apenas ter um site era suficiente. Hoje, é preciso fornecer valor real aos visitantes.

E como fazer isso? Através de um conteúdo relevante e de qualidade (como já mencionado antes).

Pense no que seria genuinamente útil e interessante para o seu público.

Tutoriais, resenhas de produtos, artigos de blog sobre tendências do setor…

As opções são diversas.

O importante é garantir que o conteúdo não só seja de alta qualidade, mas também otimizado para SEO, tornando-o mais fácil de ser encontrado pelos motores de busca.

Ao seguir esses passos, você estará construindo uma base sólida para sua estratégia de SEO.

Lembre-se, o SEO é uma maratona, não uma corrida de velocidade.

Pode levar algum tempo até que você veja os resultados desejados, mas com dedicação, pesquisa e ajustes contínuos, você se posicionará bem para colher os frutos de um e-commerce bem otimizado.

Intenção de busca: como ser a melhor resposta para o usuário?

Quando falamos sobre SEO, entender a jornada do cliente é a chave para o sucesso.

Não se trata apenas de saber quais palavras-chave são mais populares ou de ter um site tecnicamente otimizado.

No centro de tudo isso está um componente humano fundamental: a intenção de busca. Pense nela como o desejo silencioso por trás de cada pesquisa realizada em um mecanismo de busca.

É a razão oculta que motiva alguém a digitar determinadas palavras no Google e, ao compreender essa motivação, você pode posicionar seu e-commerce como a solução ideal.

1. A profundidade da intenção de busca

O conceito de intenção de busca vai muito além de simples palavras digitadas em uma barra de pesquisa.

É uma janela para os desejos, necessidades e questões dos usuários.

Querem comprar algo?

Estão em busca de informações?

Ou simplesmente querem uma resposta rápida para uma pergunta específica?

Ao decifrar essa intenção, você pode moldar seu conteúdo para se alinhar precisamente ao que o usuário está buscando.

2. Diferentes tipos de intenções

Basicamente, podemos categorizar as intenções de busca em quatro tipos principais:

  • Intenção Informativa: A pessoa está em busca de informações. Exemplo: “Como cuidar de uma planta suculenta?”
  • Intenção Navegacional: O consumidor quer visitar um site específico. Exemplo: “site oficial da Nike”.
  • Intenção Transacional: O cliente quer comprar algo. Exemplo: “Comprar tênis de corrida”.
  • Intenção Comercial: O internauta está pesquisando um produto, mas ainda não está pronto para comprar. Exemplo: “Melhores tênis de corrida 2023”.

Entender qual destas intenções está por trás de uma pesquisa pode ajudar a criar conteúdo mais direcionado e eficaz.

3. Otimize para Perguntas

Em um ambiente dominado por assistentes de voz e pesquisas mais naturais, muitas pessoas fazem suas pesquisas na forma de perguntas.

“Onde encontrar uma loja de flores perto de mim?”, “Qual é o melhor smartphone do mercado?”.

Ao identificar essas perguntas, você pode otimizar seu conteúdo para ser a resposta perfeita.

Isso não significa apenas incluir a pergunta como uma palavra-chave, mas realmente fornecer a solução ou informação que o consumidor está buscando.

4. Tenha clareza e objetividade

Ter clareza é ouro. As pessoas não querem ler parágrafos e mais parágrafos para encontrar uma resposta simples.

Portanto, ao criar seu conteúdo, assegure-se de que ele seja direto ao ponto.

Dê ao cliente o que ele quer de forma rápida e objetiva, mas sem sacrificar a qualidade e a profundidade da informação.

5. Faça o monitoramento constante

A intenção de busca não é estática. Ela evolui com as mudanças de comportamento, tendências e inovações tecnológicas.

Por isso, é vital prestar sempre atenção, monitorando as tendências de pesquisa e ajustando seu conteúdo de acordo.

Em resumo, ao mergulhar profundamente na intenção de busca e alinhar seu conteúdo a ela, você transforma seu e-commerce em uma solução valiosa para todo mundo.

E, no final do dia, é isso que realmente importa: ser a resposta que as pessoas estavam buscando.

Melhores ferramentas para aplicar o SEO no e-commerce

As ferramentas para SEO são, sem dúvida, as melhores amigas de quem se aventura no mundo do e-commerce.

Com a paisagem digital em constante mudança, ter as ferramentas certas ao seu lado pode fazer toda a diferença entre ser o líder de mercado ou apenas mais uma loja virtual no vasto oceano da internet.

Quando se trata de SEO para e-commerce, a escolha da ferramenta certa pode impactar diretamente o seu ROI — Retorno Sobre Investimentos.

Por isso, vamos mergulhar um pouco mais nesse assunto?

1. Google Analytics: Esta ferramenta, que é gratuita, é como ter um mapa detalhado da sua loja virtual. Com o Google Analytics, você pode:

  • Monitorar o tráfego em tempo real: Saiba quantas pessoas estão visitando sua loja em qualquer momento.
  • Identificar fontes de tráfego: Descubra de onde seus visitantes estão vindo, seja de redes sociais, mecanismos de busca ou outros sites.
  • Analisar o comportamento do usuário: Veja quais páginas são mais visitadas, quanto tempo os visitantes passam nelas e muito mais.
  • Configurar metas: Acompanhe conversões e outras ações importantes para seu negócio.

2. SEMrush: Uma verdadeira joia para quem deseja uma análise profunda de palavras-chave e da concorrência.

O SEMrush oferece:

  • Pesquisa de Palavras-chave: Descubra quais termos têm o maior volume de pesquisa e quão competitivos eles são.
  • Análise da Concorrência: Veja o que seus concorrentes estão fazendo em termos de SEO e como você pode se posicionar melhor.
  • Auditoria de Site: Identifique problemas técnicos no seu site que podem estar prejudicando seu desempenho no ranking.
  • Rastreamento de Posicionamento: Monitore suas posições nos resultados de busca para palavras-chave específicas e veja como suas otimizações estão impactando seu posicionamento. E, com isso, poder rankear no Google.

3. Yoast SEO: Se você usa o WordPress, o plugin Yoast SEO é quase obrigatório.

Ele é uma ferramenta maravilhosa que auxilia na otimização on-page do seu site.

Com o Yoast SEO, você pode fazer:

  • Otimização de Meta Tags: Configure facilmente títulos, meta descrições e URLs otimizadas para SEO.
  • Análise de Conteúdo: O plugin analisa o conteúdo da sua página e oferece sugestões para melhorar a otimização.
  • Geração de Sitemap: Crie sitemaps automaticamente, facilitando a indexação do seu site pelos motores de busca.
  • Configuração de Breadcrumbs: Melhore a navegação e a estrutura do seu site para os usuários e mecanismos de busca.

Lembrando que, além destas, existem inúmeras outras ferramentas e plugins disponíveis no mercado, cada uma com seus próprios recursos e especialidades.

O importante é escolher aquelas que melhor atendem às necessidades do seu e-commerce e que auxiliam a construir uma estratégia de SEO sólida e eficaz.

E, claro, busque sempre aprender e adaptar-se, porque no mundo digital, a única constante é a mudança.

Erros no SEO para e-commerce que precisam ser evitados

A estrada do SEO para loja virtual é repleta de curvas, subidas e, às vezes, alguns buracos.

Por mais experiente que seja no mundo digital, ninguém está imune a cometer erros. No entanto, a boa notícia é que muitos desses erros são evitáveis, desde que saibamos o que procurar.

Vamos dar uma olhada em alguns dos deslizes mais comuns que podem prejudicar sua estratégia de SEO e como você pode evitá-los.

1. Não otimizar para mobile: Vivemos em um mundo onde o celular é quase uma extensão de nós mesmos.

As estatísticas mostram que uma parcela significativa do tráfego de e-commerce provém de dispositivos móveis.

Ignorar isso é quase como fechar sua loja para metade dos seus clientes em potencial.

Além disso:

  • Experiência do usuário: Se seu site não é responsivo ou otimizado para mobile, os usuários provavelmente sairão rapidamente.
  • Ranking nas buscas: O Google considera a otimização para dispositivos móveis como um fator de classificação. Portanto, um site não otimizado pode ser penalizado nas SERPs.

2. Ignorar a pesquisa de palavras-chave: Achar que você sabe o que seus clientes estão pesquisando sem fazer uma pesquisa adequada é um erro clássico.

A pesquisa de palavras-chave é o alicerce de qualquer estratégia de SEO bem-sucedida, porque:

  • Entendimento do público: Ajuda a compreender o que seus clientes realmente querem.
  • Direcionamento de tráfego: Usar as palavras-chave corretas pode aumentar significativamente o tráfego direcionado ao seu site.
  • Posicionamento competitivo: Saber quais palavras-chave seus concorrentes estão usando (ou ignorando) pode lhe dar uma vantagem competitiva.

3. Conteúdo duplicado: Repetir conteúdo em várias páginas do seu site pode parecer uma maneira fácil de preencher espaço, mas é um veneno para o SEO. Isso porque:

  • Gera confusão para os mecanismos de busca: O Google e outros motores de busca podem ter dificuldade em determinar qual página classificar.
  • Gera penalizações: Muitas vezes, conteúdo duplicado pode levar a penalizações, fazendo com que seu site seja rebaixado nas classificações.

Além destes, existem outros erros, como não otimizar as imagens, ignorar meta descrições ou não atualizar regularmente o conteúdo do site.

O SEO é uma ciência e uma arte, e assim como qualquer outra habilidade, requer prática, aprendizado contínuo e, ocasionalmente, corrigir alguns deslizes.

Mas com foco e dedicação, sua gestão de e-commerce pode e deve brilhar no mundo digital!

Como mensurar os resultados de SEO para e-commerce?

A experiência com SEO é fascinante, não é mesmo?

Você dedica horas, dias e até semanas otimizando seu e-commerce, aplicando estratégias e esperando que os motores de busca reconheçam seu esforço.

No entanto, assim como qualquer outra estratégia de marketing, é fundamental mensurar e entender seus resultados.

Afinal, como você saberá se suas táticas estão realmente funcionando?

Descubra em detalhes como mensurar os resultados de SEO para seu e-commerce e garantir que você esteja no caminho certo.

1. Utilize ferramentas de análise

Antes de mais nada, é fundamental equipar-se com as ferramentas certas.

  • Search Console: Outra ferramenta do Google, diferentemente do Analytics, esta é mas focada na saúde e performance do seu site nas buscas. Ela pode te mostrar:
    • Quais consultas estão levando as pessoas ao seu site.
    • Seu posicionamento médio para determinadas palavras-chave.
    • Erros de rastreamento ou problemas com a experiência do usuário em dispositivos móveis.

2. Rastreie suas palavras-chave

É aqui que você percebe se todo o trabalho duro na pesquisa de palavras-chave está valendo a pena.

  • Ranking das palavras-chave: Verifique regularmente em que posição suas palavras-chave alvo estão classificadas. Ferramentas como SEMrush ou Ahrefs podem ser bastante úteis nesse aspecto.
  • Tráfego orgânico: Veja se há um aumento no tráfego proveniente de buscas orgânicas.

3. Monitorize as conversões

Não basta apenas atrair visitantes; você quer que eles tomem alguma ação, certo?

  • Taxa de conversão: Quantos visitantes realizam uma ação desejada, seja ela uma compra, inscrição ou qualquer outra coisa.
  • Valor médio do pedido: O valor médio gasto por cliente em uma compra.
  • Receita proveniente de buscas orgânicas: Uma métrica crucial para entender o retorno sobre o investimento em SEO.

4. Avalie o engajamento

O envolvimento do usuário em seu site pode oferecer insights valiosos.

  • Páginas por sessão: Quantas páginas, em média, um visitante vê antes de sair.
  • Comentários e interações: Se os usuários estão comentando ou interagindo com o conteúdo, é um bom sinal de engajamento.

5. Fique de olho na concorrência

Às vezes, não é suficiente apenas olhar para o próprio umbigo.

  • Análise de backlinks dos concorrentes: Quem está vinculando aos seus concorrentes e por quê?
  • Posicionamento dos concorrentes para palavras-chave alvo: Em que posição eles estão e o que estão fazendo diferente?

A mensuração é um aspecto contínuo e vital do SEO.

Com o ambiente digital em constante mudança, é fundamental estar sempre alerta, avaliar seu desempenho e ajustar sua estratégia quando necessário.

Com esses métodos e ferramentas, você estará bem equipado para entender como suas ações de SEO estão impactando seu e-commerce.

E lembre-se: o SEO é uma maratona, não uma corrida. Paciência e persistência são a chave!

[EXTRA] Dicas para fazer uma criação de conteúdo eficiente para o e-commerce

Como falamos ao longo do artigo, o conteúdo é parte importante do SEO para e-commerce.

Afinal, ele é um elemento vital que mantém os visitantes engajados, informados e, mais importante, convencidos a tomar uma ação em seu e-commerce.

Mas como saber se você está criando o tipo certo de conteúdo que não apenas atrai, mas também converte?

Por isso, este tópico ficou reservado para você entender como fazer isso da melhor maneira e encantar clientes!

Confira agora, algumas dicas essenciais para aprimorar sua estratégia de criação de conteúdo:

1. Conheça seu Público: Pesquise e interaja.

A primeira e, talvez, a dica mais importante de todas.

Sem uma compreensão profunda de quem é seu público, você estará simplesmente atirando no escuro.

  • Pesquisas e questionários: Use ferramentas como Google Forms ou SurveyMonkey para entender as necessidades, desejos e dores do seu público-alvo.
  • Redes sociais: Elas são uma mina de ouro para interações e feedbacks. Monitore os comentários, participe de grupos relevantes e mantenha-se atualizado sobre o que seu público está discutindo.
  • Personas de compradores: Crie representações fictícias, mas realistas, de seus clientes ideais. Isso ajudará a direcionar seu conteúdo para atender às suas necessidades específicas.

2. Seja útil: Crie conteúdo com propósito.

Não crie conteúdo apenas por criar.

Pergunte-se: “Isso ajuda meu público de alguma forma?

  • Tutoriais e guias: Se você vende produtos que requerem algum tipo de montagem ou configuração, por que não criar tutoriais em vídeo ou infográficos passo a passo?
  • Blog: Uma ótima plataforma para compartilhar insights, dicas e truques relacionados à sua indústria.
  • FAQs: Um espaço para responder às perguntas mais frequentes de seus clientes. É utilidade pura!

3. Consistência é a chave: Tenha um calendário editorial.

Manter a regularidade no conteúdo não só ajuda no SEO, mas também estabelece uma certa expectativa entre você e seu público.

  • Planejamento: Determine com que frequência você pode realisticamente postar um novo conteúdo e atente-se a isso.
  • Ferramentas de gerenciamento: Use plataformas como Trello ou Asana para rastrear seu calendário editorial, datas de publicação e tópicos.
  • Diversifique: Não se atenha apenas a um tipo de conteúdo. Misture postagens de blog, vídeos, infográficos e qualquer outra coisa que faça sentido para sua marca.

4. Histórias vendem: Invista em storytelling.

Conectar-se emocionalmente com seus clientes pode ser o que os convence a comprar.

  • Histórias de clientes: Compartilhe depoimentos e casos de sucesso.
  • Jornada do produto: De onde vem? Como é feito? Conte a história por trás de seus produtos.

5. Atualize-se sempre

O mundo do e-commerce está em constante evolução. Esteja atento às tendências e adapte seu conteúdo de acordo.

  • Webinars e lives: Com a ascensão das transmissões ao vivo, por que não se juntar à festa? Engaje seu público em tempo real.
  • Feedback: Sempre esteja aberto a críticas e sugestões. O feedback pode ser a chave para aprimorar sua estratégia de conteúdo.

Criar conteúdo para e-commerce é uma arte e uma ciência.

Requer um entendimento claro de seu público, uma pitada de criatividade e uma boa dose de persistência.

Mas, quando feito corretamente, pode ser o diferencial que eleva sua loja virtual ao próximo nível.

Mantenha-se inspirado e continue criando!

Chegamos ao fim desta imersão!

Compreender o SEO para e-commerce é um desafio instigante, mas extremamente recompensador.

Espero que este guia tenha clareado muitos pontos e fornecido um caminho sólido para você seguir.

A jornada do SEO é contínua, cheia de aprendizados e ajustes.

E lembre-se: sempre que surgirem dúvidas ou novos desafios, você pode contar com recursos como este para se aprimorar.

Dedicação e atualização são as chaves para o sucesso nesta área.

Boa sorte e até a próxima!

Conteúdos que podem te interessar:

Guia definitivo para aplicar SEO local no seu negócio!
SEO para página de produtos: O que fazer e o que NÃO fazer!
Palavras-chave: como escolher a Keyword ideal para sua estratégia de SEO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira os Planos Tray e abra sua loja virtual
Plano 1
52
Economize R$144
Economize R$144
Economize R$84
R$ 624 por ano
Economize R$144
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 2
94
Economize R$60
R$ 1.128 por ano
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 3
236
Economize R$156
R$ 2.832 por ano
em até 6x sem juros
Plano 4
359
Economize R$480
R$ 4.308 por ano
em até 6x sem juros

Plano 1

59

Melhor custo benefício

Plano 2

99

Melhor custo benefício

Melhor custo benefício

Melhor custo benefício

Plano 3

249

Plano 4

399

Assine e receba novos materiais

⚠ Não se preocupe, você não receberá spams. Além disso, seus dados estão seguros, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

Fique por dentro

Parabéns por se inscrever

Quer receber conteúdos e materiais em primeira mão? Acesse nosso grupo gratuitamente!