Pesquisar
Close this search box.

Tendências do e-commerce: descubra o que estará em alta no segmento em 2024

As principais tendências do e-commerce para 2024 são: experiência de compra personalizada, autoatendimento, entregas no mesmo dia, novos centros de distribuição, utilização da IA no e-commerce, mobile commerce, social commerce e preocupação com a sustentabilidade.
tendências do e-commerce

Principais tópicos

As compras online mudaram muito nos últimos anos, e as tendências do e-commerce continuarão a definir o que é importante em 2024.

Em 2023 o e-commerce evoluiu, e a integração entre o físico e o digital foi uma das grandes novidades.

Mas o que esperar para o próximo ano?

É verdade que o setor de e-commerce já passou pelo maior crescimento anual de sua história, segundo uma pesquisa realizada pela RetailX, a receita das vendas do e-commerce brasileiro cresceu 8,1 bilhões de dólares em 2022 em comparação com o ano anterior.

Para 2024, esperamos que a receita seja ainda maior com o mundo das compras online em constante transformação.

Na lista que separamos neste post, você vai encontrar 17 tendências do e-commerce que prometem desenhar o mundo do comércio virtual em 2024, vamos lá?

IA a favor do seu e-commerce

Uma das grandes revoluções de 2023 foi o surgimento da IA, que promete impactar diversos setores da sociedade como: escrita, fotografia e muito mais.

Dessa forma, é importante lembrar que em 2024, tecnologias como a do Chat GPT podem ser usadas para facilitar e criação de descrições de produtos e legendas de vídeos, por exemplo.

E para 2024 veremos essa tendência ser ainda mais utilizada no ramo do e-commerce para otimizar o tempo dos lojistas.

Essa tendência já está no setor há um tempo, mas é esperado que ela só aumente nos próximos anos.

Entre o período de 2019 a 2021, por exemplo, cerca de 13% das empresas admitiram já utilizar a inteligência artificial nas suas rotinas, de acordo com os dados da 14ª edição da TIC Empresas, do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). 

Segundo o levantamento, dentre as principais aplicações da AI, estão a automatização do fluxo de trabalho (73% das empresas) e o reconhecimento e processamento de imagens (32%).

Portanto, as empresas também estão usando ferramentas de big data e inteligência artificial para personalizar a experiência de compra dos clientes.

Afinal, já é possível obter dados de seus visitantes e clientes para ver quais produtos são os mais populares e quando seus sites experimentam grandes picos de demanda.

Com os dados sobre o comportamento dos usuários, fica mais fácil fazer coisas como orientar a recomendação de produtos aos consumidores e otimizar serviços de suporte.

Experiência de compra personalizada

Outra tendência que já é realizada há um certo tempo, mas que continuará em alta em 2024 é a experiência de compra personalizada para o cliente.

Afinal, qual cliente não gosta de receber mensagens personalizadas de acordo com o seu gosto pessoal ou necessidade.

É preciso ter em mente, que empresas que aprendem como se conectar profundamente com os seus clientes saem na frente, afinal, conseguem entregar muito mais que empresas que não possuem esse cuidado.

Além disso, elas também são recompensadas com fidelidade e maior retenção por parte dos clientes.

Algumas das formas de personalizar a experiência é: recomendar produtos já comprados anteriormente, identificar uma dor do cliente e apresentar uma solução plausível, ou mandar mensagens e opções de compra para o aniversário do cliente.

Experiência omnichannel

Em 2023, não bastou ter uma presença em muitos canais de vendas. As marcas precisaram garantir que suas mensagens estivessem consistentes, atraentes e, sobretudo, conectadas.

Essa é a principal diferença entre o marketing multicanal e omnichannel.

Sabendo que os canais de vendas podem atuar essencialmente de forma independente uns dos outros, se a experiência digital não for planejada de forma holística, as marcas podem acabar oferecendo uma experiência de compra desarticulada ou inconsistente ao cliente.

Uma loja virtual omnichannel torna simples para um consumidor ver um produto no Instagram e, com apenas alguns cliques, fazer um pedido imediatamente no site.

A tendência é que os lojistas bem-sucedidos permitam que os consumidores usem qualquer um de seus canais, em qualquer ponto do processo de compra, pela primeira vez ou pela quinta vez, e tenham uma experiência articulada e perfeita.

Autoatendimento

Outra tendência muito forte para 2024 é o autoatendimento.

A cada dia, os clientes estão cada vez independentes e por isso não investir em um autoatendimento de qualidade é um tiro no pé nos dias atuais.

A nova geração de consumidores, não espera na linha aguardando um atendimento e muito menos um retorno via ticket ou WhatsApp, então invista em chatbots configurados com as principais dúvidas dos clientes ou até mesmo, tenha uma base de conhecimento em seu site.

Entregas no mesmo dia

Outra tendência muito forte para os próximos anos, é a modalidade de entrega full, muito usada pelo Mercado Livre.

A rapidez na entrega, é algo muito prezada pelos clientes.

Por isso, investir em uma logística eficiente que proporcione realizar o serviço no mesmo dia ou no no máximo no próximo, ganhará o coração dos clientes ansiosos.

Estude a possibilidade de oferecer serviço para a região que você atua em 2024.

Aumento no número de centros de distribuição

Ainda falando sobre o serviço de entrega Full, outra tendência que ajudará muito na modalidade de entrega no mesmo dia é o investimento em novos centros de distribuição pelo país.

A tendência já esta sendo implantada há algum tempo e para 2024 promete vir ainda mais forte.

Afinal, o centro de distribuição precisa ser estratégico para suportar a demanda de entregas de uma empresa, contribuindo assim, para a agilidade e eficiência do serviço.

Devoluções automatizadas

Ainda falando sobre o serviço de logística, todos os dias, milhares de pedidos são recebidos no e-commerce e posteriormente devolvidos por algum motivo.

Seja por tamanhos incorretos, produtos diferentes ou até mesmo arrependimento do cliente, muitos lojistas acreditam que o direito de troca do consumidor é algo negativo.

Mas a verdade é que toda loja deve garantir esse direito e facilitar o serviço mantendo assim, uma relação amigável com o ciente, que pode voltar a comprar na empresa posteriormente se for bem atendimento.

Dessa forma, esse processo não precisa ser moroso. Já existem ferramentas que tornam o processo mais simples para o consumidor e para a empresa.

Marketplaces

Em 2020 e 2021, por conta das medidas de restrição do comércio físico, as vendas nos marketplaces passaram pelo seu melhor momento.

Segundo a 42ª edição do Webshoppers, os marketplaces foram responsáveis por 78% do faturamento de todo o e-commerce brasileiro em 2020.

Os números se mantiveram cada vez mais altos em 2021 e 2022, fazendo com que o interesse em vender nesses sites fosse cada vez maior, principalmente nos gigantes do setor, como Mecado Livre, Amazon e Magalu.

Os marketplaces de nicho também são ótimas formas de ganhar dimheiro no próximo ano.

Elas são plataformas de marketplaces, assim como as convencionais, mas com a diferença de serem direcionadas para segmentos específicos.

Focar em apenas um nicho de mercado pode ser uma estratégia inteligente para diminuir o peso dos concorrentes e segmentar ainda mais campanhas de marketing.

Compras diretas pelo celular (mobile commerce)

Nos últimos anos, testemunhamos uma ascensão do mobile commerce.

A popularização das compras pelo smartphone foi causada pelo número crescente de aparelhos em todo o mundo, e os dados atuais mostram que essa tendência não vai a lugar nenhum tão cedo.

De acordo com estimativa da Insider Intelligence, empresa de pesquisas sobre o mercado digital, o mobile commerce tende a alcançar quase 620,97 bilhões de dólares até 2024.

Isso corresponde a 42,9% de todas as vendas realizadas no comércio virtual.

Para se adaptar a essa tendência, as marcas precisam apostar em lojas virtuais que tenham um design responsivo.

O consumidor via smartphone deve ser capaz de encontrar e comprar itens na loja virtual com a mesma rapidez e facilidade que o usuário de desktop.

Com a ajuda de uma plataforma que se adapta à tela do consumidor, os lojistas do comércio virtual podem diminuir o índice de rejeição e aumentar o número de conversões.

Vendas através das redes sociais (social commerce)

O processo de comprar sem sair das redes sociais, conhecido como social commerce, desempenhará um papel vital na reformulação do comércio virtual nos próximos anos.

A ideia por trás dessa tendência é simples.

As marcas já podem usar o Instagram, o Facebook e o WhatsApp para divulgar e vender seus produtos ou serviços diretamente ao usuário, em vez de depender de uma loja virtual independente.

Estima-se que o social commerce cresça três vezes mais do que o comércio virtual tradicional.

Hoje, as vendas realizadas em redes sociais somam, em escala global, 492 bilhões de dólares, número que deve chegar a 1,2 trilhão até 2025.

Os dados são de uma pesquisa divulgada pela Accenture.

O relatório ainda revela que a tendência das vendas pelas redes será impulsionada pelas gerações Z (nascidos a partir da segunda metade dos anos 90) e Y (nascidos entre 1981 e 1995, chamados de “millennials”).

Juntas, as duas gerações devem corresponder a 62% do público do social commerce no mundo inteiro até 2025.

Marketing para geração Z: como chamar a atenção do público de maneira estratégica?

Ferramentas para agilizar o processo de compra

Otimizar o processo de compra não é uma tendência específica para o ano de 20234, mas uma prioridade para se adaptar ao futuro do comércio virtual como um todo.

As lojas virtuais que otimizam o processo de compra se beneficiam de menos carrinhos abandonados, considerando que muitos clientes abandonam a compra porque o processo de checkout é muito complicado.

Na lista abaixo, confira algumas das tecnologias que podem agilizar o processo de compra das lojas virtuais:

  • página de checkout para convidados — muitas pessoas podem ver a criação de uma conta como um obstáculo para uma compra, e o checkout para convidados permite que os clientes concluam a compra sem inserir detalhes desnecessários, como data de nascimento ou senha;
  • carteiras digitais — há consumidores que abandonam a compra se o site não oferecer determinado método de pagamento. Sua loja virtual pode oferecer a opção de pagar com carteiras digitais, Samsung Pay, Apple Pay ou Google Pay, que incluem o método de pagamento preferido de cada usuário;
  • checkout com 1 clique — com o checkout de 1 clique, os compradores não precisam preencher mais de uma vez informações como e-mail, endereço de entrega e detalhes do cartão de crédito. Clicando no botão de comprar com 1 clique, todas essas informações são consideradas no pedido;
  • selos de segurança — os selos de seguranças reforçam que o cliente pode confiar na sua loja virtual e finalizar a compra. Portanto, você pode exigir os principais selos no processo de checkout dentro do site, como certificados SSL, Site Lock, Site Blindado e Reclame Aqui;
  • suporte via chat ao vivo — é normal que os clientes tenham dúvidas frequentes sobre o processo de compra e os itens do pedido. Então, descubra quais são essas objeções para resolvê-las no processo de checkout. As marcas geralmente fazem isso disponibilizando um chatbot ou uma seção de FAQ.

Se há um ditado para resumir o processo de compra ideal é “menos é mais”.

Menos etapas significam menos atrito para os consumidores, aumentando as chances de conversão.

Por isso, seja uma página de checkout mais rápida, seja um chatbot para responder dúvidas comuns, as ferramentas para as lojas virtuais serão essenciais para conquistar mais clientes daqui para frente.

Privacidade e segurança no e-commerce

Outra tendência super forte para 2024 é a preocupação com a privacidade e segurança no e-commerce.

Com o crescente aumento de golpes virtuais, o consumidor está a cada dia mais preocupado com o tratamento de seus dados bancários.

Portanto, ter um site seguro pra vender online nos próximos anos, será essencial para o sucesso de todo empreendimento online.

Confira como não perder vendas e ter um site seguro e otimizado com o vídeo abaixo:

Sustentabilidade em alta

O público mudou, e agora questões de sustentabilidade precisam ser levados em consideração na hora de consumir.

Portanto, empresas que se preocupam com essas questões sairão na frente em 2024.

Engana-se quem pensa que é necessário fazer coisas mirabolantes para ser uma empresa sustentável e ganhar a atenção dos consumidores.

Existem pequenas ações que podem fazer toda a diferença como: utilizar embalagens sustentáveis, vender produtos ecológicos, diminuir o impacto ambiental na produção de materiais e entrega, enfim, as possibilidades são infinitas.

Para 2024, começar um negócio de revenda é pode ser a melhor opção.

Brechós físicos e online são ótimas opções de diminuir o consumo desenfreado e estimular o reutilização de peças e objetos.

Como montar um brechó online: tudo que você precisa saber para começar!

Produtos ou coleções assinadas pro criadores

Em 2024, os criadores de conteúdo continuarão lançando tendências.

Por isso, encontrar influenciadores que sejam compatíveis com a sua marca, poderão fazer as suas vendas deslancharem no próximo ano.

E-commerces que investem na estratégia já perceberam o seu potencial e já colhem os frutos de uma boa estratégia de marketing em cima dessa ideia.

Escolha o melhor tipo de influenciar para a sua marca, e não necessariamente precisa ser um influenciador com milhões de seguidores.

Estude o seu público-alvo e veja se é possível começar com influenciadores menores (micro).

Realidade aumentada

A Realidade Aumentada (AR) é uma tecnologia que sobrepõe uma imagem gerada na internet à visão do mundo real.

A ideia principal é combinar o virtual e o real e dar a ilusão de uma integração perfeita para o usuário.

Por meio da realidade aumentada, o consumidor pode experimentar itens onde quer que esteja, ou até mesmo colocá-los em seu ambiente para ver como eles se adaptam.

Com essa tecnologia, existe uma excelente oportunidade de os vendedores virtuais fidelizarem, atraírem clientes e impulsionarem as compras.

Nos últimos anos, um dos melhores exemplos de realidade aumentada aplicada no e-commerce esteve no setor de moda e beleza com o provador virtual.

Desde que a internet se consolidou como um ambiente de comércio, as empresas de moda trabalham em alguma forma de tecnologia que permite aos compradores “experimentar” roupas no conforto de suas casas.

E muitos aderiram à ideia de resolver esse desafio por meio de uma mistura de realidade aumentada, inteligência artificial, câmeras e outros sensores.

Agora, os clientes podem experimentar virtualmente os itens de vestuário ou produtos de beleza sem tocar fisicamente neles.

Removendo uma das principais barreiras para as compras online, espera-se que o provador virtual e outras tecnologias que utilizam a realidade aumentada se tornem ainda mais populares no próximo ano.

Meios de pagamento instantâneos

Como mencionado anteriormente, um checkout perfeito ajuda seu negócio a aumentar as vendas.

Mas também queremos dizer que a tendência não é apenas reduzir as etapas até o checkout, mas ter um menu diversificado de métodos de pagamento.

As marcas que têm se destacado nos últimos anos estão aderindo aos meios de pagamentos instantâneos, como o Pix e as carteiras digitais.

Apesar de ter sido lançado recentemente, no ano de 2020, o PIX já está no pódio dos meios de pagamentos mais utilizados no Brasil.

Portanto, ignorar a popularização desse meio de pagamento no comércio virtual pode aumentar o risco de perder clientes daqui para frente.

Já as carteiras digitais têm tornado mais fácil para os clientes fazer compras online, eliminando a necessidade de inserir repetidas vezes detalhes de cartão ou conta bancária. 

Para os lojistas, a facilidade da carteira digital pode significar mais vendas.

Com detalhes de pagamento e informações de envio armazenados na carteira, os clientes se sentem mais confortáveis finalizando a compra com apenas um ou dois cliques.

Pesquisa por voz

Mais e mais pessoas realizam pesquisas por voz no Google hoje em dia.

O que antes era considerado uma novidade, agora está se tornando a norma.

Resumidamente, a pesquisa por voz permite que os usuários façam pesquisas na internet usando a voz, em vez de digitar manualmente as palavras em um mecanismo de busca.

A usabilidade e a simplicidade da pesquisa por voz parecem ser características que atraem os consumidores.

De acordo com dados do Google, 72% das pessoas que possuem um alto-falante ativado por voz dizem que usam a tecnologia em seus aparelhos de forma diária.

As pesquisas por voz são mais precisas, e por isso é importante que as lojas virtuais procurem se adaptar a essa tendência, principalmente ao descrever os produtos.

Recomendamos que use palavras-chave nas descrições, responda às perguntas de forma concisa e escreva textos otimizados com as técnicas de SEO.

Chegamos ao final da nossa lista das principais tendências do e-commerce para 2024.

É essencial que você se adapte a uma ou mais das tendências acima se quiser melhorar sua estratégia de negócios no comércio virtual e aumentar as vendas no próximo ano.

Conteúdos que podem te interessar:

 ➞ Como vender na Shopee? O passo a passo para vender e dicas para destacar sua loja
Correios Internacional: entenda como funciona, tipos e o que pode ser enviado para o exterior
Relacionamento com o cliente: o que é, vantagens e como construir uma relação duradoura com seu cliente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira os Planos Tray e abra sua loja virtual
Plano 1
52
Economize R$144
Economize R$144
Economize R$84
R$ 624 por ano
Economize R$144
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 2
94
Economize R$60
R$ 1.128 por ano
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 3
236
Economize R$156
R$ 2.832 por ano
em até 6x sem juros
Plano 4
359
Economize R$480
R$ 4.308 por ano
em até 6x sem juros

Plano 1

59

Melhor custo benefício

Plano 2

99

Melhor custo benefício

Melhor custo benefício

Melhor custo benefício

Plano 3

249

Plano 4

399

Assine e receba novos materiais

⚠ Não se preocupe, você não receberá spams. Além disso, seus dados estão seguros, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

Fique por dentro

Parabéns por se inscrever

Quer receber conteúdos e materiais em primeira mão? Acesse nosso grupo gratuitamente!