Pesquisar
Close this search box.

Como emitir nota fiscal no dropshipping? Entenda o passo a passo!

A emissão de nota fiscal no dropshipping pode ser feita de duas maneiras: a primeira seria pelo fornecedor ou pelo lojista. Em ambos os casos, eles enviam o documento fiscal ao cliente final. A emissão pelo fornecedor é a mais comum hoje em dia.
nota fiscal no dropshipping

Principais tópicos

Graças ao maior acesso à internet ao redor do mundo, é mais fácil do que nunca trocar conhecimento e mercadorias através de grandes distâncias.

Porém, a logística envolvida no trabalho de importação e exportação pode ser bem cara para pequenos empreendedores. Felizmente, é possível optar por uma alternativa bem mais acessível: o dropshipping.

Esse é um modelo de negócio relativamente recente, mas que já traz diversas oportunidades de crescimento e aprimoramento no mercado.

Mas existe um desafio em particular que deve ser levado em conta antes de se inserir nesse mercado: saber como emitir nota fiscal no dropshipping.

Mesmo sendo umas das principais obrigações desse nicho de negócio, ela ainda causa uma série de dúvidas e confusões.

Não só com relação à melhor forma de fazer sua emissão, mas também com a sua obrigatoriedade.

Se você já atua com um negócio de dropshipping ou pretende se inserir nesse mercado, então deve pensar antes de tudo em como fará a emissão dessas notas fiscais.

Pensando nisso, trouxemos aqui algumas informações importantes sobre como emitir nota fiscal no dropshipping, sua importância e algumas particularidades desse processo. Acompanhe!

O que é dropshipping?

Com um mundo cada vez mais globalizado, também é comum que produtos criados em uma parte do mundo possam ser distribuídos em vários países ao mesmo tempo.

E, para facilitar o acesso da população a esses bens, surgiram diversos tipos de lojas virtuais especializadas em produtos importados e afins.

São essas empresas que fazem a ponte entre o fabricante e seu local de destino.

Porém, há uma dificuldade em particular nesse modelo: o estoque.

Pequenos empreendimentos tendem a não ter muito espaço nem recursos disponíveis para armazenar grandes quantidades de mercadoria.

Como resultado, não é tão fácil construir uma base a partir da qual fazer suas vendas por conta própria.

Dentro desse contexto, surge o modelo de dropshipping, que consiste em uma loja que vende produtos sem manter um estoque direto.

Em vez disso, sempre que um pedido é fechado, ela envia esse cliente para a fabricante, que cuida do processo de entrega do produto.

Apesar de ser um modelo bem efetivo para produtos importados, ele não é aplicado apenas nesse contexto.

Há muitos exemplos de empreendedores que atuam como lojistas para uma marca, fazendo o intermédio entre o público e o fabricante, dentro de um mesmo país ou até na mesma cidade.

Esse modelo de negócio é excelente tanto para empreendedores que não têm recursos para manter um estoque quanto para fabricantes que desejam expandir sua rede de vendas de forma mais eficiente.

Um lado lida com todos os custos operacionais desse trabalho, enquanto o outro trabalha com a divulgação e fechamento de negócios.

Por que emitir a nota fiscal no dropshipping?

Assim como acontece com toda e qualquer troca de produtos ou serviços no Brasil, uma loja que atua no modelo de dropshipping também deve emitir sua própria nota fiscal.

O processo é um pouco mais complexo, já que envolve não só a sua venda, mas também o trabalho da fabricante. Ainda assim, é fundamental entender como ele funciona.

Veja aqui alguns exemplos da importância de emitir a nota fiscal no dorpshipping.

Manter seu negócio dentro da lei

Um dos principais motivos para uma empresa emitir qualquer tipo de nota fiscal é a sua obrigatoriedade.

Sempre que um negócio realiza alguma transação, seja de produtos ou de serviços, é necessário ter um documento que comprove essa troca e possa ser usado como referência em caso de disputar ou para fins de fiscalização pelos órgãos públicos.

Dentro desse contexto, entender como emitir nota fiscal no dropshipping também é uma obrigatoriedade.

Algo previsto na Lei Nº 8.846. Se, por outro lado, a loja não estiver devidamente regularizada, pode ser que ela tenha alguns problemas fiscais mais graves, como a incidência de multas, suspeita de fraudes ou mesmo a suspensão de suas atividades.

Mesmo que esse processo como um todo incorra em alguns custos ou exija maior planejamento para ser realizado, seus benefícios a longo prazo tendem a ser mais notáveis.

Especialmente levando em conta que qualquer irregularidade dentro do seu negócio de dropshipping pode também prejudicar a sua relação com os fabricantes.

Controlar melhor suas finanças

Uma das tarefas mais importantes dentro de qualquer negócio é saber como administrar seus recursos financeiros.

Saber exatamente quanto dinheiro entra na empresa, para onde ele vai, qual é sua origem e como esse fluxo impacta no melhor desempenho do seu negócio a longo prazo.

Se você não tiver um controle rígido do seu caixa, então o risco de que você perca dinheiro também é mais alto.

Dentro dessas considerações, umas das formas mais eficazes de manter o controle sobre suas finanças é por meio da emissão de notas fiscais.

Por serem documentos que comprovam com bastante detalhes qual foi a transação realizada, seus valores, datas, entre outros dados, eles são muito úteis para auxiliar em sua gestão financeira.

Esse é um ponto ainda mais importante dentro dos negócios de dropshipping, já que não há o mesmo foco na administração direta da mercadoria.

Todo o foco está nas vendas, na circulação de pedidos e na forma como você administra esses recursos no dia a dia. Sendo assim, o ideal é contar com essa documentação para facilitar suas decisões.

Promover a transparência nas suas finanças

A prestação de contas de uma empresa com relação às suas finanças serve diferentes propósitos.

Primeiro, mantê-la dentro das especificações exigidas pela lei.

Segundo, facilitar a sua gestão interna de recursos e otimizar a tomada de decisões. Terceiro, aumentar o nível de transparência em suas ações e decisões, transmitindo maior confiança para outros negócios.

Em outras palavras, a emissão de nota fiscal no dropshipping é também uma tarefa de grande importância para promover o melhor relacionamento entre sua loja e outros negócios.

Especialmente se você pretende expandir o número de marcas e fabricantes que deseja anunciar em seu negócio.

Para todo lojista, a qualidade dessas ligações é o que mais se traduz em retorno para suas vendas.

Com boas ligações, é possível prestar um melhor serviço, obter ofertas mais vantajosas, assim como mais oportunidades de obter boas comissões em relação às suas vendas realizadas.

Quem precisa emitir nota fiscal no dropshipping?

Uma das primeiras dúvidas que surgem quando falamos em como emitir nota fiscal no dropshipping é justamente quem deve ou não fazer a emissão desse documento.

Afinal, o lojista lida apenas com o intermédio da venda, não é? Na realidade, o processo é um pouco mais complexo.

Como mencionamos, todo e qualquer lojista que realiza vendas seguindo o modelo de dropshipping deve emitir a nota fiscal correspondente ao tipo de venda realizada.

Essa obrigação se aplica não apenas aos empreendedores que atuam com uma loja própria ou e-commerce, mas também àqueles que fazem uso de um marketplace para alcançar seu público e fechar mais negócios.

Mesmo que apenas a fabricante esteja envolvida diretamente no fornecimento do produto ao cliente, ainda é necessário ter uma nota fiscal que comprove a sua participação como intermediário.

É ela que garante sua transparência e também atua como prova do seu serviço.

Porém, tanto o lojista quanto o fornecedor podem fazer o envio da nota fiscal para o cliente.

Os casos em que um ou outro acaba realizando essa tarefa variam de acordo com algumas condições.

Por exemplo, se a nota fiscal emitida deve ser nacional ou internacional.

Como emitir nota fiscal no dropshipping? Entenda o passo a passo

É verdade que, assim como muitos outros processos burocráticos dentro da sua empresa, a emissão de nota fiscal no dropshipping também tem suas particularidades.

Porém, na prática, ela segue os mesmos princípios de qualquer outra NF-e normalmente usada em lojas virtuais.

Veja aqui o passo a passo para emitir as suas notas.

Confira se o seu CNPJ está regularizado

Esse ponto e mais relevante para quem está começando um negócio de dropshipping agora, mas ainda é importante destacar.

A emissão de nota fiscal, seja qual for o tipo, só é permitida por entidades que tenham um CNPJ ativo e devidamente regularizado em sua prefeitura local.

Sem essa identificação, não é possível emitir esse documento.

A regularização do CNPJ também é relevante em vários outros aspectos do seu trabalho.

Por exemplo, na cobrança de impostos, formação de parcerias de com outras empresas, participação em licitações públicas, entre outras atividades.

Além disso, atuar com um CNPJ irregular também pode causar outras complicações para seu negócio.

Se você ainda não tem um CNPJ, vale a pena registrar e regularizar o seu o quanto antes para poder emitir sua nota fiscal.

Seja como Microempreendedor Individual (MEI) ou outro formato de empreendimento. A longo prazo, esses documentos ajudam em vários aspectos da sua gestão.

Busque um emissor de nota fiscal

Com um CNPJ devidamente registrado e regularizado, o próximo passo com o qual você deve lidar é a escolha do seu emissor de nota fiscal.

É possível emitir esse documento por meio do site da prefeitura onde você se registrou, mas esse não é o método mais eficiente para emitir e enviar NF-e para seus clientes durante as vendas.

Nesse caso, a principal recomendação é fazer uso de um software de emissão de nota fiscal.

Essa ferramenta acessar o seu cadastro na prefeitura, assim como outros dados pertinentes ao seu negócio e ao seu comprador, para fazer o preenchimento da sua nota fiscal imediatamente e enviá-la para seu cliente.

Existem diversos negócios disponíveis hoje que oferecem o serviço de emissão rápida de nota fiscal.

Basta pesquisar um pouco a respeito e comparar os diferentes softwares e suas funcionalidades.

Apenas tenha atenção para que as qualidades do programa escolhido estejam de acordo com as exigências da sua loja virtual ou física e dos seus clientes.

Escolha a opção de prestador de serviço

Não existe apenas um tipo de nota fiscal circulando entre as empresas. Para diferentes tipos de negócio, é necessário emitir uma nota específica, a qual inclua todas as informações mais relevantes para a transação em questão.

Por isso que, antes de fazer sua emissão, você precisa definir qual é o tipo de serviço que você presta e a nota fiscal mais relevante para suas vendas.

Para definir o tipo de nota fiscal emitida, o ideal é consultar o site da sua prefeitura local e entender como funciona esse processo.

As leis e procedimentos envolvidos podem variar bastante de acordo com a localidade, o que exige um pouco de adaptação e planejamento da sua parte.

Porém, depois de fazer essa escolha, você tem um direcionamento mais claro no processo de emissão.

Afinal, cada tipo de nota fiscal também apresenta suas próprias exigências no que diz respeito ao seu preenchimento e ao seu processamento.

Preencha os dados necessários

Naturalmente, o seu software de emissão de nota fiscal no dropshipping precisa de uma série de informações para poder emitir esse documento com precisão.

Tudo que ele faz é capturar esses dados a partir de diferentes fontes e bancos de dados antes de colocá-los na nota e enviá-la ao seu cliente.

Porém, antes que o próprio sistema consiga fazer a emissão dessas notas fiscais por conta própria, é necessário preencher os dados relevantes em sua base de dados.

Isso significa que você deve fazer o cadastro completo do seu negócio no seu software e vinculá-lo ao seu cadastro dentro da prefeitura.

Uma vez que todo o procedimento seja concluído, basta manter os dados atualizados.

No caso de dados relativos ao cliente ou outros campos que variam de uma nota para outra, basta preencher essas informações separadamente em cada transação.

Faça o envio e arquivamento correto das notas

Agora que todo o processo de cadastro está concluído e seu CNPJ devidamente regularizado, você pode começar a fazer a emissão de nota fiscal no dropshipping da sua empresa.

Basta solicitar a nota ao sistema assim que realizar a venda e você terá um comprovante completo da transação.

Porém, ainda é importante ter cuidado com esse procedimento para minimizar possíveis riscos para a empresa.

Em primeiro lugar, o envio deve ser realizado pelos canais corretos, seja por e-mail ou dentro da sua plataforma, além de estar sempre disponível para o cliente.

Além disso, você deve ter atenção redobrada com o armazenamento adequado das notas fiscais.

Com a emissão da nota digital, você tem mais controle sobre o processo, já que ela pode ficar armazenada em seu banco de dados e não requer muito espaço.

Ainda assim, você precisa levar em conta a segurança dessas informações, seu acesso e como fará sua manutenção.

Entenda os valores dos impostos para dropshipping

Parte da função da nota fiscal no dropshipping é também garantir o esclarecimento e o pagamento de impostos para cada transação e venda.

Confira aqui quais são os impostos cobrados e quais são seus respectivos valores.

Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

Esse imposto é destinado a financiar serviços de seguridade social, como saúde pública e previdência.

Nesse caso, o valor cobrado é de 7,6% em cima do lucro líquido do seu negócio.

Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ)

Esse é o imposto cobrado em cima dos lucros da empresa obtidos a cada mês.

Para negócios que tem lucro inferior a R$20 mil por mês, a alíquota é de 5%.

Já quando a empresa tem um lucro mensal superior a R$20 mil, o valor do IRPJ é de 25% do lucro.

Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL)

Já o CSLL é outro imposto que incide sobre a renda, mas esse é calculado com base no lucro líquido mensal.

A alíquota aplica aqui é de 9% para o período vigente. Importante lembrar que esse imposto incide antes do IRPJ.

Programa de Integração Social (PIS)

O PIS é um imposto dedicado a cobrir despesas como o abono salarial e seguro desemprego. Sua cobrança é feita com base em 1,65% do lucro líquido mensal da empresa.

Diferenças entre nota fiscal de dropshipping nacional e internacional

Um ponto que já mencionamos é que há uma diferença entre a nota fiscal de dropshipping que é emitida no Brasil e aquela que é emitida no exterior.

É um pequeno detalhe a princípio, mas pode impactar bastante no funcionamento do seu negócio.

Primeiramente, se você atua com dropshipping internacional, ou seja, faz a venda de produtos de/em outro país, então seu trabalho é considerado prestação de serviço.

Sendo assim, você deve emitir uma nota fiscal de serviço. Já nos casos em que você lida com dropshipping nacional, a nota fiscal emitida deve ser correspondente ao valor da sua comissão pela venda do produto.

Preciso emitir nota fiscal em toda venda de dropshipping?

Em resumo: sim. Toda venda que você realiza seguindo esse modelo de negócio também envolve a emissão de nota fiscal.

É verdade que, em alguns casos, é o fornecedor que faz o envio da nota para o cliente, mas você ainda deve emitir uma que seja correspondente ao seu trabalho.

Agora você entende melhor como emitir nota fiscal no dropshipping e quais são algumas das principais exigências.

Seja qual for o tipo de produto que você anuncia, é fundamental manter um bom registro para garantir o sucesso do seu negócio online.

Conteúdos que podem te interessar:

Como precificar um produto Dropshipping corretamente? GUIA PRÁTICO
Dropshipping vale a pena? Confira como ele funciona e vantagens!
Contabilidade para Dropshipping: Entenda o que é e como fazer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira os Planos Tray e abra sua loja virtual
Plano 1
52
Economize R$144
Economize R$144
Economize R$84
R$ 624 por ano
Economize R$144
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 2
94
Economize R$60
R$ 1.128 por ano
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 3
236
Economize R$156
R$ 2.832 por ano
em até 6x sem juros
Plano 4
359
Economize R$480
R$ 4.308 por ano
em até 6x sem juros

Plano 1

59

Melhor custo benefício

Plano 2

99

Melhor custo benefício

Melhor custo benefício

Melhor custo benefício

Plano 3

249

Plano 4

399

Assine e receba novos materiais

⚠ Não se preocupe, você não receberá spams. Além disso, seus dados estão seguros, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

Fique por dentro

Parabéns por se inscrever

Quer receber conteúdos e materiais em primeira mão? Acesse nosso grupo gratuitamente!