Pesquisar
Close this search box.

Entenda o que é logística de suprimentos e veja dicas para otimizar o processo

A logística de suprimentos, também conhecida como supply chain management, é a área que controla todo o fluxo armazenagem de matérias-primas, insumos e produtos de uma empresa.
logística de suplementos

Principais tópicos

A logística de suprimentos, também conhecida como supply chain management, está associada ao processo de planejamento, implementação e controle das atividades vinculadas ao fluxo de mercadorias e informações em uma empresa.

Ela engloba todo o processo de fluxo, desde a origem do produto até a sua entrega ao consumidor final.

Em um mercado cada vez mais dinâmico e competitivo, as empresas devem investir em boas práticas de coordenação da logística de suprimentos.

Com um sistema estruturado a empresa tem condições de otimizar os processos e garantir a qualidade tanto na negociação com fornecedores quanto na entrega do produto final aos consumidores.

Neste artigo, você conhecerá detalhes sobre o assunto.

Além de aprofundar o conceito, mostraremos um exemplo prático de um sistema logístico, explicaremos como funciona o processo, os benefícios de investir no tema, além de outros aspectos relevantes sobre o assunto. Confira! 

O que é a logística de suprimentos?

A logística de suprimentos, também chamada de gestão de cadeia de suprimentos, é uma expressão usada para se referir ao processo de planejamento, implementação e controle das atividades de fluxo de mercadorias em uma empresa.

Ela contempla os processos desde a origem do produto até a sua entrega ao consumidor final.

Por isso, envolve a coordenação de diversas etapas, começando pela aquisição da matéria-prima e encerrando no fechamento e entrega do produto acabado. Entre essas etapas, destacamos:

  • Aquisição de matéria-prima ou produtos acabados — etapa inicial que contempla a identificação, seleção e aquisição de matérias-primas, componentes ou produtos acabados. 
  • Etapa de fabricação, montagem e/ou processamento dos produtos.
  • Armazenamento ou estocagem — processo que envolve o gerenciamento dos locais de armazenamento, para manter os produtos organizados e disponíveis para as próximas etapas. 
  • Transporte e distribuição — movimentação dos produtos desde a origem até o destino, incluindo a adoção de medidas que visam a otimização dos meios de transporte, a redução de custos e a busca por agilidade no tempo de entrega. 

Além dessas etapas práticas, o processo também engloba ações de gestão para coordenação dos processos. Conheça! 

  • Gestão de informações — processo que contempla a coleta, análise e distribuição de informações em toda a cadeia de suprimentos, buscando obter resultados satisfatórios na coordenação eficiente das pessoas envolvidas em todas as etapas. 
  • Gestão de parceiros e fornecedores — processo que considera a coordenação das atividades relacionadas aos parceiros e fornecedores, buscando meios de melhorar a comunicação, garantia a qualidade e promover eficiência em toda a cadeia de suprimentos. 
  • Gestão de riscos — processo que contempla a análise de situações de riscos, atrelada a prática de ações de mitigação de riscos, entre essas situações podemos destacar as mudanças nas condições de mercado, as interrupções de fornecimento e outros imprevistos.

Todas as empresas, independente do seu porte ou segmento de atuação, devem investir no desenvolvimento da logística de suprimentos. 

Exemplo de logística de suprimentos

Para ajudá-lo a entender melhor como esse sistema se aplica na prática, vamos considerar um exemplo de uma empresa que atuam no segmento de eletrônicos.

Neste caso, a primeira etapa da logística de suprimentos consiste na aquisição e compra dos componentes eletrônicos necessários para a produção de seus produtos.

Concluída a compra e considerando as previsões de demanda, a empresa planeja a produção e coordena os prazos de entrega com os fornecedores a fim garantir a disponibilidade adequada de matérias-primas.

Depois de produzidos, os produtos acabados são armazenados em centros de distribuição.

A empresa mantém um gerenciamento de estoque eficiente para garantir que haja produtos suficientes para atender à demanda, sem excesso.

Na etapa final, os produtos são movidos dos centros de distribuição para os pontos de venda ou para os clientes finais.

Esse processo é executado utilizando meio de transporte eficiente, como caminhões ou parceiros logísticos. 

No âmbito da gestão de informações, a empresa usa sistemas de informações que permitem coletar dados ao longo da cadeia de suprimentos, acessando dados como volume de vendas, níveis de estoque e previsões de demanda.

Essas informações são compartilhadas com fornecedores para melhorar a coordenação.

No âmbito da gestão de parceiros e fornecedores, a empresa investe em relacionamentos sólidos com seus fornecedores e parceiros.

Firmando contratos e garantindo o atendimento a um padrão mínimo de qualidade. 

Com relação às práticas de gestão de risco, a empresa desenvolve planos de contingência, desenvolvidos buscando lidar com eventuais atrasos na entrega de matéria-prima, eventos climáticos que afetam o transporte e outras possíveis interrupções na cadeira de suprimentos. 

Regularmente, a empresa avalia o desempenho da sua cadeia, identificando pontos de risco e indicando oportunidades de melhoria.

Ela usa sistemas de gestão como ferramenta de suporte para diferentes etapas do processo.

Perceba que esse exemplo ajuda a destacar como a logística de suprimentos é importante para garantir a disponibilidade de produtos, a eficiência na produção e a entrega das mercadorias nos prazos.

Na prática, isso se reflete no funcionamento adequado de todo o sistema e na garantia de eficiência e qualidade ao longo de todas as etapas. 

Como funciona o processo de logística de suprimentos?

No exemplo que citamos no capítulo anterior, você já conseguiu ter uma ideia de como funciona todo o processo.

Como você viu, ele contempla uma série de atividades inter-relacionadas que buscam gerenciar eficientemente o fluxo de materiais, informações e recursos ao longo da cadeia de suprimentos. 

Para complementar essas informações, destacamos, a seguir, as etapas mais comuns no decorrer de um processo de logística de suprimentos.

É importante destacar que esse processo pode variar conforme as particularidades e características de cada negócio. 

Planejamento e estratégia

Etapa inicial no qual a empresa define quais são os objetivos estratégicos e as metas na cadeia de suprimentos. Nesta etapa, é analisada a demanda e a previsão de necessidades futuras. 

Os gestores devem considerar o desenvolvimento de estratégias alinhadas com as demandas de mercado e a estrutura do negócio.

Compras e aquisição

Com o planejamento pronto e estruturado, a etapa seguinte consiste no processo de compra de mercadorias ou matéria-prima.

Nela, se identificam os fornecedores, se negociam os contratos e, realiza-se os pedidos de compra.

Nesta etapa também está incluída a próxima fase que é o recebimento e inspeção de mercadorias. 

Produção

Com a disponibilidade de matéria-prima, a empresa já tem condições de partir para a próxima etapa.

Aqui, é planejada e programada a produção, seguida do início do processo de fabricação.

Este é o momento em que a empresa produz e realiza o controle de qualidade.

Para o sistema funcionar ciclicamente, também é necessário coordenar os prazos e demandas com os setores responsáveis pela aquisição, garantindo o fornecimento e disponibilidade de novas matérias-primas.

Armazenamento e estoque

Etapa de recebimento, conferência e armazenamento de produtos acabados. Aqui, realiza-se o controle de estoque a fim de garantir os níveis adequados de produtos, sem ocorrerem faltas ou excessos.

Transporte e distribuição

Nesta etapa, é desenvolvida a roteirização e o planejamento da entrega. A empresa define quais serão os meios de transporte utilizados e realiza o rastreamento e monitoramento das remessas

Ações de gerenciamento

As ações de gerenciamento contempla a gestão de informações, gestão de parceiros e fornecedores e a gestão de riscos. Entenda! 

  • Gestão de informações: contempla a análise de todos os dados gerados ao longo da cadeia de suprimentos, acompanhada do compartilhamento de dados com os parceiros comerciais. É recomendado usar sistemas de tecnologia para facilitar o acesso e visibilidade das informações.
  • Gestão de parceiros e fornecedores: criação de uma cultura voltada para o fortalecimento do relacionamento com os parceiros de negócios, trabalhando colaborativamente e buscando melhorar a eficiência e qualidade. 
  • Gestão de riscos: implementação de estratégias de mitigação de riscos que podem incluir a diversificação de fornecedores e a estruturação de planos de contingência para lidar com imprevistos.

Para obter bons resultados é importante que os gestores invistam na análise constante do desempenho de toda a cadeia de suprimento, identificando oportunidades de otimização e pontos de melhoria.

A implementação de melhorias e ajustes deve ser um trabalho contínuo e precisa envolver todos os profissionais que integram a cadeia.

Vale destacar que as etapas variam conforme a indústria, o tipo de produtos e características específicas de cada negócio.

A integração das diferentes etapas e o investimento em comunicação são essenciais para garantir uma cadeia de suprimentos eficaz e capaz de responder às demandas do mercado.

A adoção de soluções tecnológicas como os sistemas de gestão de cadeia de suprimentos são alternativas interessantes para as empresas que buscam otimizar e aprimorar a sua logística de suprimentos. 

Quais são os benefícios de ter uma logística de suprimentos estruturada?

Como você pode ver, uma logística de suprimentos bem estruturada pode trazer inúmeros benefícios para a empresa. Confira, a seguir, alguns deles: 

  • Redução de custos associada a uma gestão mais eficaz dos estoques e as melhorias na eficiência do transporte, resultando em custos logísticos mais baixos.
  • Melhora na eficiência das operações, desde a aquisição da matéria-prima até a entrega final. 
  • Aumento dos níveis de satisfação e fidelização do cliente, contribuindo para o fechamento de novos negócio e o desenvolvimento da empresa. 
  • Flexibilidade e capacidade de responder com mais agilidade às mudanças nas demandas do mercado. 
  • Melhora na competitividade associada à qualidade e a capacidade de se adaptar com mais facilidade às variações nas demandas. 
  • Uma gestão eficiente da cadeia de suprimentos pode favorecer a melhora da qualidade dos produtos, garantindo que as matérias-primas atendam aos padrões necessários.
  • Aprimoramento da gestão de riscos e melhora na capacidade de gerenciar possíveis interrupções na cadeia. 
  • Melhora na capacidade de oferecer produtos de qualidade a preços competitivos. 
  • A otimização da cadeia de suprimentos pode contribuir para práticas mais sustentáveis, como a redução do desperdício e a eficiência no uso de recursos.
  • Melhora na colaboração e comunicação com fornecedores e distribuidores.
  • Facilidade de adaptação as regulamentações governamentais e padrões da indústria, evitando multas e penalidades.

Perceba que a logística de suprimentos, quando bem estruturada, traz inúmeros benefícios, contribuindo para a eficiência operacional, redução de custos, satisfação do cliente e na capacidade da empresa de se adaptar às mudanças no ambiente de negócios.

Como tornar a sua logística de suprimentos mais eficiente em 10 passos?

Melhorar a eficiência da logística de suprimentos envolve uma abordagem estratégica, partindo da análise das suas necessidades e seguindo da implementação de uma série de práticas que abordam diferentes etapas do processo. 

A seguir, destacamos dez passos que você pode seguir para tornar a logística de suprimentos do seu negócio mais eficiente. Confira!

1. Faça uma análise completa da situação atual da empresa

Realize um estudo abrangente da sua cadeia de suprimentos atual, identifica gargalos, áreas de ineficiência e oportunidades de melhoria. 

2. Defina objetivos e metas

Defina quais são os objetivos e metas que você cogita alcançar com a reestruturação da cadeia logística.

Entre os objetivos você pode considerar redução de custos, melhora nos prazos de entrega e otimização do estoque, por exemplo.

As metas devem contemplar ações claras, específicas e mensuráveis, com a definição de prazos para o cumprimento. 

3. Realize a integração tecnológica

Aproveite os benefícios da tecnologia para trazer as melhorias necessárias aos processos. Entre as soluções que podem ser integradas às suas operações, destacamos:

  • Sistema de Gestão de Cadeia de Suprimentos (SCM);
  • RFID para controle de estoque e mercadorias; e,
  • Analytics para monitoramento de informações em tempo real. 

4. Avalie o relacionamento com seus parceiros e fornecedores 

Implemente mecanismos focado na melhora na comunicação com seus fornecedores, adotando práticas de colaboração que incluam, por exemplo, o compartilhamento de previsões de demanda.

5. Avalie a sua rede de distribuição

Faça uma análise da localização dos armazéns e centros de distribuição, visando otimizar as distâncias e facilitar o transporte. Dentro do possível, considere terceirizar determinadas atividades logísticas com novos parceiros. 

6. Promova a gestão eficiente do seu estoque

A gestão de estoque tem um impacto significativo nos custos da empresa, por isso, trabalhe visando reduzir o excesso de estoque, implementando técnicas como o just-in-time

Os sistemas de previsão de demanda também são alternativas úteis na melhora da previsibilidade e controle dos níveis de mercadorias armazenadas. 

7. Implemente melhorias no rastreamento e monitoramento de mercadorias

Você pode integrar os sistemas de rastreamento com o propósito de monitorar a localização e a posição de mercadorias em trânsito.

Tecnologias como a telemetria e os sensores podem ser utilizados para obter informações em tempo real. 

8. Invista na otimização das rotas de transporte

Além de impactar nos custos, a otimização das rotas também favorece a redução dos prazos de entrega.

Aqui, a dica é que o gestor utilize algoritmos de otimização e sistemas específicos com essa finalidade.

9. Treine os seus colaboradores 

Para obter resultados satisfatórios é fundamental que a sua equipe conheça os processos e esteja preparada para lidar com as demandas.

Assim, os gestores precisam investir na capacitação, preparando os funcionários para lidar com os processos e novas tecnologias.

Para obter resultados interessantes no médio e longo prazo, recomenda-se o desenvolvimento de uma cultura de inovação, focada no desenvolvimento contínuo. 

10. Realize avaliações contínuas  

Por fim, o acompanhamento dos processos contribui para a identificação de situações de risco e investimento em melhorias. 

Na prática, a empresa deve promover avaliações de desempenho da logística de suprimentos regularmente. Identificando pontos de atenção, esteja aberto a ajustes e alinhamentos.

Somado a isso, tenha sempre em mãos um plano de contingência atualizado, ele auxiliará a empresa a lidar com riscos de interrupções na cadeia de suprimentos.

Ao seguir esses passos e adaptá-los às necessidades específicas do seu negócio, é possível melhorar significativamente a eficiência da logística de suprimentos, proporcionando benefícios tanto em termos operacionais, quanto nos custos e na satisfação do cliente. 

O que é uma cadeia de suprimentos?

O termo cadeia de suprimentos é usado para se referir a todo o processo envolvido no fornecimento de um produto ou serviço.

Desta forma, ela contempla todas as etapas do ciclo de vida do produto, associada às atividades interligadas que visam atender às demandas do mercado eficientemente.

Qual a diferença entre logística e cadeia de suprimentos?

Existe um certa confusão conceitual envolvendo o significado de logística de suprimentos e cadeia de suprimentos.

Frequentemente eles são usados de forma intercambiável, isso acontece, por serem conceitos parecidos, que estão interligados entre si.

Entretanto, embora sejam parecidos, eles têm conceitos ligeiramente diferentes. Em termos práticos, podemos dizer que a logística de suprimentos integra a cadeia de suprimentos. 

A cadeia de suprimentos é um conceito mais amplo que contempla todas as atividades envolvidas na produção e entrega de um produto, desde a aquisição de matérias-primas até a entrega final ao consumidor. 

Assim, ela inclui todas as etapas do processo, desde a concepção do produto até o ponto na qual o consumidor o recebe.

A cadeia de suprimentos envolve diversas funções e partes interessadas, incluindo fabricantes, fornecedores, distribuidores, varejistas e clientes.

A logística de suprimentos, por sua vez, é uma parte específica da cadeia de suprimentos.

Ela refere-se às atividades de planejamento, implementação e controle das atividades logísticas envolvidas no fornecimento de materiais e componentes necessários para a produção de bens ou serviços.

Assim, a logística abrange a aquisição, armazenamento, transporte e distribuição dos materiais.

Parece confuso? A logística de suprimentos é um componente da cadeia de suprimentos.

Ou seja, enquanto a cadeia de suprimentos abrange uma visão mais ampla e estratégica de toda a rede de atividades, a logística de suprimentos foca nas operações específicas relacionadas à movimentação e gerenciamento físico dos materiais ao longo dessa cadeia.

Como será o futuro da logística de suprimentos?

Como você pode ver no decorrer deste conteúdo, a logística de suprimentos desempenha um papel relevante na operacionalização e otimização de atividades nas empresas.

Neste contexto, o uso da tecnologia é um grande aliado nos processos. Mas, o que esperar do futuro?

Os avanços tecnológicos, as questões ambientais e as mudanças nas expectativas dos consumidores têm contribuído para indicar quais são as tendências e expectativas para o futuro. Entre elas, destacamos:

Uso de tecnologias avançadas incluindo IA e IoT

Tecnologias como a Inteligência Artificial, o Machine Learning e a Internet das Coisas devem agregar valor e eficiência para a logística de suprimentos.

A IoT, por exemplo, possibilita a rastreabilidade de mercadorias em tempo real. Já a Inteligência Artificial pode ser usada para identificar padrões de comportamento, otimizar rotas e prever demandas.

Outra tecnologia que se destaca é o Blockchain, que pode ser utilizada na melhora da rastreabilidade e segurança das transações realizadas ao longo da cadeia de suprimentos. 

Sustentabilidade

A sustentabilidade é um tema que tem preocupado as empresas, por isso, cada vez mais, as organizações estão focadas em práticas logísticas que atendam às diretrizes da sustentabilidade.

A redução na emissão de carbono, a redução de desperdícios e a escolha de embalagens e processos mais ecológicos são tendências que devem crescer nos próximos anos. 

Entregas autônomas e drones

Os drones e veículos autônomos devem ser cada vez mais utilizados para a realização de entregas, principalmente em áreas urbanas.

Essa tecnologia favorece tanto a eficiência e velocidade quanto a sustentabilidade do processo de entrega. 

E-commerce e Omnichannel

O crescimento contínuo do e-commerce e a aumento na demanda por experiências omnichannel estão transformando as expectativas dos consumidores e promovendo mudanças nas operações logísticas, favorecendo a sua flexibilidade e eficiência.

Big Data e Análise Preditiva

Por meio da coleta e análise de grandes volumes de dados, as empresas conseguem alcançar maior previsibilidade de demanda, otimização de rotas e identificação dos pontos que demandam melhorias na cadeia de suprimentos.

Colaboratividade

Uma tendência que vem com forma é o aumento da colaboração entre os diversos participantes da cadeia de suprimentos, facilitada graças à tecnologia e as plataformas digitais, o que pode melhorar a visibilidade e coordenação de processos. 

Personalização do atendimento ao cliente

Com uma demanda crescente por personalização, a tendência é que as empresas estejam cada vez mais preparadas para lidar com isso.

As organizações estão cada vez mais preocupadas em atender as demandas e necessidades específicas dos seus consumidores.

Essas tendências sugerem um futuro onde a logística de suprimentos se destacará pelo investimento crescente em automação, eficiência, sustentabilidade e flexibilidade, adaptando-se às mudanças nas condições de mercado e nas preferências dos consumidores.

As empresas que conseguirem adotar essas inovações, adaptando-se rapidamente, terão vantagens competitivas significativas.

Como você pode ver no decorrer deste artigo, a eficácia da logística de suprimentos é crucial para melhorar a eficiência operacional, reduzir custos, atender às demandas dos clientes e ganhar vantagem competitiva no mercado.

Tecnologias da informação, como sistemas de gestão de cadeia de suprimentos (SCM), desempenham um papel significativo na otimização desses processos.

Somado a isso, estar atento às tendências pode ser uma ótima oportunidade de ampliar a competitividade e destacar a sua marca frente à concorrência. 

Conteúdos que podem te interessar:

Produtos para revenda: 25 itens lucrativos para revender em 2024 + dicas de como revender
Dá para vender tudo na Internet? Confira 7 Itens inovadores e tradicionais que encontraram espaço nas vendas online
O que é contagem de estoque e como fazer de forma eficiente para reduzir custos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Tray tem tudo que você precisa para escalar seu negócio!

Abra sua loja na Tray

Você já é um cliente Tray?

Não perca os nossos mais recentes lançamentos e mantenha-se atualizado!

Confira os Planos Tray e abra sua loja virtual

Mensal
Anual

Plano 1

52
Economize R$84
R$ 624 por ano
em até 6x sem juros

Melhor custo benefício

Plano 2

94
Economize R$60
R$ 1.128 por ano
em até 6x sem juros

Plano 3

236
Economize R$156
R$ 2.832 por ano
em até 6x sem juros

Plano 4

359
Economize R$480
R$ 4.308 por ano
em até 6x sem juros

Assine e receba novos materiais

⚠ Não se preocupe, você não receberá spams. Além disso, seus dados estão seguros, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados.

Fique por dentro

Parabéns por se inscrever

Quer receber conteúdos e materiais em primeira mão? Acesse nosso grupo gratuitamente!